Após sete vitórias em 26 partidas, Gilson Kleina é demitido da Ponte Preta

3
775 views

A diretoria da Ponte Preta anunciou no inicio da noite desta terça-feira, dia 18, a saída do técnico Gilson Kleina do comando técnico e a nomeação de Fabinho Moreno para comandar o time interinamente no confronto de sábado, às 19h, contra a Ferroviária no estádio Moisés Lucarelli.

A diretoria não confirmou nomes para substituir o treinador. Kleina deixa a Macaca na segunda posição do Grupo A do torneio estadual com seis pontos e vaga para a segunda fase da Copa do Brasil, quando vai enfrentar o Vila Nova, no dia 27, no Majestoso.

Desde o começo da tarde a divisão imperava na diretoria executiva em relação ao destino do técnico. Mas prevaleceu a ala que queria o seu desligamento apesar do seu compromisso vencer apenas em abril deste ano.

Nesta passagem, Gilson Kleina sai com 26 jogos realizados e o saldo de sete vitórias, oito empates e 11 derrotas. O aproveitamento foi de 37,1%

Desta vez, o desligamento foi mais traumático em virtude do futebol ineficiente demonstrado no gramado, apesar da diretoria ter bancado na virada do ano as contratações indicadas por Kleina, cujo saldo histórico na Ponte Preta é de conquista de um acesso na Série B em 2011, a semifinal do Paulistão de 2012 e a participação na decisão do Paulistão de 2017.

Em contrapartida, Kleina teve participação na campanha que culminou com o rebaixamento no Brasileirão de 2017.

(Elias Aredes Junior)

3 Comentários

  1. E o Gustavo Bueno ?? .. não vai Junto ??….em qualquer empresa seria o diretor que não dá resultado é demitido !! …mas infelizmente a Ponte não se enquadra como ” empresa ” bem gerida neh!!!

  2. Os covardes diretores “democratas raciais” ao invés de assumirem os erros de montagem de elenco e remarem junto com a comissão técnica pra consertar os erros grotescos, como era de se esperar, optaram pela saída mais fácil, apertaram o botão de pânico e detonaram o treinador. É claro que a substituição pura e simples de treinador não vai resolver nada. Não se faz angu sem fubá ou com fubá estragado.

    Kleina infelizmente parou no tempo, ficou amarrado as suas convicções e foi demitido.

    Vejam o caso do meio de campo da Ponte contra o Ituano, sem o meia de armador João Paulo quais eram as opções do Kleina? Na verdade, por erro de montagem de elenco, Kleina só tinha uma opção, o africano Papa Faye, o que fez Kleina? Escalou o jovem Zanocello pra função de meia armador onde deveria ser o responsável pela ligação defesa – meio de campo – ataque, o jovem nada produziu, sem meia de ligação vimos diversas chutões diretos da defesa pro ataque, bolas que sempre eram rebatidas pela defesa adversária. Mas por quê Zanocello não funcionou como meia de ligação? Simples, Zanocello sempre foi segundo volante atuando à frente da defesa e não meia de ligação infiltrado atrás dos volantes adversários.

    4 opções pra que esse erro técnico do Kleina acontecesse: 1) o africano Papa Faye não tem nenhuma condição técnica pra ser titular no time da Ponte, portanto um erro crasso de contratação; 2) Kleina não tinha conhecimento da real posição em que o Zanocello deveria atuar; 3) O atleta, na ânsia de querer ser titular, se omitiu e aceitou jogar fora de posição; 4) Gustavo Bueno sabendo desse e outros erros praticados pelo técnico Kleina fez vista grossa, lavou as mãos e deixou Kleina seguir em frente pra se enrolar todo e assim teria motivos pra demitir o treinador.

    Outra situação é o Saraiva, sendo destro deveria atuar pela direita e não pela esquerda, segundo Kleina, ele o posicionou pela esquerda para que quando fizesse a diagonal pra dentro estive com a bola no pé favorável. Quando ouvi isso, pensei que era despiste, mas depois em outra oportunidade ele repetiu a mesma coisa, ou seja fazia isso por convicção, só se esqueceu que todo mundo estuda o jogo de todo mundo, então se tratava de jogada manjada e que não funcionaria.

    Posso estar equivocado, mas pela falta de criatividade e acomodação do diretor de futebol Gustavo Bueno, prevejo que Guto Ferreira, recém demitido do Sport, deverá ser o novo treinador da Ponte.

Deixe Um Comentário