Atacar ou defender? Retranca ou ousadia? Qual a estratégia adequada para o Guarani vencer o Avenida (RS)?

0
314 views

O Guarani viajou preocupado para Santa Cruz do Sul (RS) para o jogo desta quarta contra o Avenida (RS), válido pela Copa do Brasil. Não terá o zagueiro Victor Ramos e ainda o armador  meia Rondinelly, poupado, o lateral-direito Lenon, os meias Carlinhos e Felipe Amorim e o atacante Anselmo Ramon, em tratamento no departamento médico.

Sim, terá uma base. Está com o empate na mão por ter ranking melhor que o Avenida. Isso não impede de se fazer a pergunta: qual a postura ideal para passar à próxima fase?

CONTINUA APÓS A PROPAGANDA

Pelo que se viu mesmo na vitória contra o São Paulo, no estádio do Pacaembu, já existe garantia de forte esquema defensivo. O Guarani vai armar uma equipe titular com espaço fechado e para sair no contra-ataque. A duvida: o contra-ataque acontecerá?Sim, porque tanto contra o São Paulo como diante do Mirassol, o Guarani demorou um pouco para acordar e entender a conjuntura do jogo. Se o Avenida (RS) aplicar a típica escola gaúcha de futebol, focada no preparo físico, velocidade e clima adverso no estádio, o Alviverde terá que encontrar alguma válvula de escape.

O provável time titular deverá ser de: Giovanni; Léo Principe, Ferreira, Diego Giaretta e William Matheus; Deivid e Ricardinho; Diego Cardoso, Thiago Ribeiro e Álvaro; Fernando Viana.

Álvaro poderá exercer o  papel do desafogo. Em contrapartida, tanto Deivid como Ricardinho deverão ficar atentos. Deixar Ferreira e Diego Giaretta no mano a mano é garantia de confusão pela lentidão dos dois. Não podemos esquecer da eficiência de ambos na bola área.

Como já afirmamos, o Guarani tem leve favoritismo. Mas precisa apresentar uma postura definida e inteligente. Caso contrário, corre o risco de ter um dissabor.

(Elias Aredes Junior)

Deixe Um Comentário