domingo , 17 dezembro 2017
Home / Destaque / Atuações que demonstram a realidade: a Ponte Preta tem um time melhor treinado. Com muitos atletas limitados

Atuações que demonstram a realidade: a Ponte Preta tem um time melhor treinado. Com muitos atletas limitados

Disputado e que mostrou duas verdades: Eduardo Baptista melhorou muito o time da Ponte Preta. Mas as limitações de alguns atletas farão o time sofrer até a última rodada. Mas hoje a perpectiva de permanência é infinitamente maior do que algumas rodadas. Confira as notas:

PONTE PRETA

Aranha- Fez duas defesas de alta complexidade. 7,0

Nino Paraíba- Na marcação esteve em alto nível. Pecou um pouco no ataque. 6,0

Marllon – Sofreu um pouco com Bruno Henrique. Não passou vergonha. 5,5

Luan Peres- Atento e seguro. 7,0

Jeferson – Luta do jeito que pode. Mas a limitação é latente. 4,5

Naldo – Fez um gol é verdade. Mas os erros de passe continuaram. 5,5

Fernando Bob- Começou com tudo. Depois caiu de produção até ser expulso.  4,0

Jean Patrick – Importante no aspecto tático. Tem bom passe e técnica. Só falta mais ousadia. 6,25

Danilo Barcelos- Destemido e joga com intensidade. Figura fundamental no esquema da Comissão Técnica.  6,0

Emerson Sheik- Não deixou de lutar um mínimo.  5,5

Lucca – Disperso em vários momentos e perdeu um gol feito. 5,0

Léo Gamalho- Entrou e incomodou a zaga santista. 5,0

Jadson- A limitação de sempre. 4,5

Felipe Saraiva- Tentou puxar os contra-ataques. Batalhou. 5,0

Técnico: Eduardo Baptista- Time melhor posicionado. Compactado. Mostrou perspectiva de permanência. Mas a torcida precisa ter consciência: o material humano que têm em mãos é fraco. Mas a evolução é escancarada. 6,0

 

SANTOS

Vanderlei – Deu uma vacilada no gol e depois teve tranquilidade. 5,5

Daniel Guedes- Ofensivo, mas falhas na marcação.  5,5

Lucas Veríssimo- Segundo tempo de alto nível.  6,0

David Braz – Discreto. Não comprometeu.5,0

Zeca – Por vezes pareceu perdido. 4,5

Alison- Volantaço. Belo poder de marcação.  7,0

Matheus Jesus – Ficou melhor posicionado na etapa final. Mas foi ansioso. 5,0

Lucas Lima – Técnico, habilidoso e perigoso. 7,0

Copete- Sumiu no segundo tempo.  5,25

Bruno Henrique- Deu cruzamento para gol e incomodou mesmo lesionado. E provocou uma expulsão. 7,5

Ricardo Oliveira- Apareceu na hora devida. Fez o gol e garantiu o ponto santista. 6,0

Técnico: Levir Culpi- Exibe confiança absurda nos titulares ao deixar de promover substituições. Time mostrou capacidade ao tomar iniciativa. 6,0

 

Veja Também

YAGO

Corinthians solicita volta de zagueiro e frustra planos da Ponte Preta; Macaca avaliará novo defensor no mercado

O técnico Eduardo Baptista segue em busca de alternativas para reforçar o sistema defensivo da ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *