domingo , 22 outubro 2017
Home / Destaque / Com público recorde no Majestoso durante o Brasileirão-2017, Ponte Preta empata com o Santos

Com público recorde no Majestoso durante o Brasileirão-2017, Ponte Preta empata com o Santos

Sob os olhares de quase 14 mil torcedores, a Ponte Preta empatou com o Santos por 1 a 1, em jogo realizado na noite desta quinta-feira (12) no Estádio Moisés Lucarelli e válido pelo Campeonato Brasileiro. Com 32 pontos, a Macaca encontra-se fora da zona do rebaixamento mas agora ficará de olho na rodada do final de semana para não ver a sua situação deteriorar. O próximo desafio será quinta-feira, contra o Palmeiras, no estádio do Pacaembu.

Uma das principais qualidades do técnico Eduardo Baptista é armar a Ponte Preta consciente de suas limitações. A marcação forte, o contra-ataque veloz e as jogadas trabalhadas pelos lados do campo são os ingredientes do novo cardápio. E com um tempero especial: a bola parada, que geralmente termina em gol. Como aos 07min, em que a falta cobrada por Danilo Barcelos no lado esquerdo gerou confusão na área e a defesa parcial do goleiro Vanderlei; no rebote, Naldo chutou para estufar as redes.

A partir deste instante, dois cenários distantos. A Macaca bem posicionada na defesa e com aposta nos contra-ataques; em contrapartida, o Santos colocava a bola no chão e apostava no talento de Lucas Lima e de Copete.

O cenário foi uma partida com oportunidades. Aos 14min, Lucas Lima lançou para Bruno Henrique, que dividiu com Aranha e quase deixou tudo igual. No minuto seguinte, Danilo Guedes cobrou escanteio e Lucas Veríssimo cabeceou de modo fulminante e o goleiro Aranha defendeu com a ponta dos dedos.

Apesar da paralisação para hidratação dos jogadores, o quadro ficou inalterado e a Macaca esperava o instante do contra-ataque e que surgiu aos 43min, em levantamento de Nino Paraíba; Lucca tocou de canela e desperdiçou. No minuto seguinte, o Santos não perdoou: Bruno Henrique avançou e colocou na cabeça de Ricardo Oliveira, que deixou tudo igual.

O segundo tempo apresentou um Santos ofensivo e envolvente. Toques rápidos e a preocupação de ficar atento aos rebotes ofensivos. Acuada, a Macaca tinha poucas possibilidades de buscar o contra-ataque, graças ao cuidado apurado de Alisson na marcação. Aos 13min, Lucas Lima cruzou, Copete ajeitou e Bruno Henrique cabeceou e provocou nova defesa de Aranha.

Passado o susto, a Macaca se recolocou no confronto,  com jogadas pelos lados e a participação dos laterais para aproveitar a estatura de Léo Gamalho. Aos 31min, o centroavante fez o trabalho de pivô, Danilo não trabalhou e a bola ficou mascada para Jeferson, que desperdiçou.

O quadro ficou delicado aos 39min, com a expulsão de Fernando Bob, após cometer falta violenta em Bruno Henrique. Apesar do revés, a Alvinegra quase chegou ao gol em chute perigoso de Lucca. Dois minutos depois, Lucas Lima levantou e Bruno Henrique desperdiçou a chance derradeira. (artigo de autoria de Elias Aredes Junior\Foto de Fábio Leoni-Ponte Press)

FICHA DO JOGO

PONTE PRETA

Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Jeferson; Naldo(Jadson), Fernando Bob, Jean Patrick (Saraiva) e Danilo Barcelos; Emerson Sheik (Léo Gamalho) e Lucca. Técnico: Eduardo Baptista

SANTOS

Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Alison, Matheus Jesus e Lucas Lima; Copete, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira. Técnico: Levir Culpi

Gols: Naldo aos 04min e Ricardo Oliveira aos 44min do primeiro tempo.

Renda: R$ 120.475,00.

Público: 13.983

Cartões Amarelos: Naldo, Fernando Bob, Lucas Lima, Luan Peres

Cartões Vermelhos: Fernando Bob

Juiz: Raphael Klaus

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas

Veja Também

CAIQUE2

Caíque quebra jejum de 10 jogos, encerra sina dos atacantes e mira artilharia do Guarani na Série B

Gol de zagueiro, lateral, volante ou de Fumagalli… Os atacantes do Guarani passaram a ser ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *