Caso Fernando Bob: Ponte Preta mostra confiança na mudança da sentença

1
454 views

Responsável pela defesa da Ponte Preta no processo da reclamação trabalhista feita por Fernando Bob, o advogado João Felipe Artioli afirmou ao Só Dérbi que o clube ainda não foi notificado da sentença mas afirma que há tranquilidade para falar do caso, especialmente a acusação de que o salário pago a título de imagem foi feito de forma ilegal. “A Ponte Preta comprovou que seguiu exatamente os termos previstos na Lei Pelé, no art. 87-A, que estabelece que do total que for pago ao atleta, o clube deverá respeitar até 60% na carteira e até 40% na imagem. E foi seguindo a legislação que a Ponte Preta agiu: 60% em carteira e 40% em imagem”, disse o advogado

Artioli assegura de que há provas de sua afirmação. “A contratação se deu em contrato de natureza cível e firmado exclusivamente com uma empresa (pessoa jurídica), na forma da lei. A Ponte Preta juntou nos autos inúmeras imagens utilizadas do atleta para campanhas, inclusive a cessão para que o nome e imagem do Fernando Bob fosse utilizada para jogos de videogame”, explicou Artioli.

CONTINUA APÓS A PROPAGANDA

Ele chamou atenção para detalhes que, segundo ele, passam batidos por olhos leigos. “ Além disso, assim como foi requerido em defesa e será reiterado nos recursos, existe flagrante litigância de má-fé, em razão de que o atleta formulou pedido afirmando que sua imagem “nunca foi explorada”, o que é uma afirmação falaciosa, especialmente pelos documentos juntados”, afirmou Artioli.

O advogado está tranquilo quanto a possibilidade de reforma da Sentença.”Ainda cabem recursos para o TRT-15 e para o TST, com o que a Ponte Preta está tranquila quanto a reforma da sentença, a qual foi contra o que prevê a própria lei, situação que é vedada ao juiz realizar, assim como pelas recentíssimas decisões das turmas do TST e da SDI-1 do TST”, arrematou.

(texto e reportagem: Elias Aredes Junior)

1 Comentário

  1. Boa tarde! O que se passa com Passareli já foi visto em outras opirtunidades recentes.
    Isto acontece em outros setores do clube.
    Competencia deixou de ser fator relevante no Guarani.
    História, serviço prestado, etc não servem.
    Conchavos, “amizades@ e outros fatores são mais importantes!
    E torcem para que de certo.
    Meritocracia não! Amigocracia sim!
    Passareli, sabe o respeito que tenho por ele e já falei a rle: Sai! Procuro seu espaço em outro lugar, por mais doloroso que possa ser deixar sua casa. Um dia voce volta, ai calorizado!!!

Deixe Um Comentário