Com Ituano e Novorizontino, o mercado pode mudar para o Guarani. Que fique de olho!

0
1.200 views

Walber está na mira do Guarani. Deverá encontrar dificuldades. O zagueiro está nas cotações do Novorizontino. Disse anteriormente e vou repetir: os acessos de Ituano e Novorizontino foram péssimos negócios ao Guarani. Não em relação a produção dentro do gramado. Ali, quem leva a melhor é quem tem mais competência. Minha critica é sobre a questão de mercado.

Anteriormente, o Guarani vivia situação financeira justa e sem ousadia, mas tinha um pacote interessante ao jogador: disputa na Série A-1 do Paulistão, participação na Série B e vitrine no principal espaço do futebol brasileiro.  Uma oportunidade única. Sem contar o histórico do clube em campeonatos nacionais. Certamente foi isso que atraiu atletas como Andrigo e Régis. Concorrente: na Série B, até este ano, somente a Ponte Preta, com condições similares.

Em 2022, tudo vai mudar. Ituano e Novorizontino chegam para concorrer na mesma faixa de mercado. Podem oferecer gestão profissional, salários em dia (assim como o Guarani) e um trabalho de médio e longo prazo.

Evidente, o Guarani continua sendo um objeto de desejo do mercado. Mas agora o cenário é outro. Precisa buscar a readaptação.

(Elias Aredes Junior- Foto de Thomaz Marostegan-Guarani F.C)