quarta-feira , 14 novembro 2018
Home / Imagens / Com postura e atitude, Ponte Preta vence Figueirense e volta a sonhar com G4

Com postura e atitude, Ponte Preta vence Figueirense e volta a sonhar com G4

Com dedicação e bom poder de marcação em boa parte dos 90 minutos, a Ponte Preta venceu o Figueirense por 2 a 1, em jogo realizado nesta sexta-feira, no estádio Moisés Lucarelli e válido pela Série B do Campeonato Brasileiro. Com 46 pontos , o risco de rebaixamento fica definitivamente afastado no Majestoso e a esperança agora é aproximar-se do grupo de classificação á divisão de elite com vitória sobre o Fortaleza, sexta-feira, ás 20h30, no estádio Castelão.

Deficiências não impediram Gilson Kleina de executar mudanças pontuais. Não somente na escalação, mas na atitude. Uma marcação mais agressiva, talhada para agredir a bola e retomá-la em curto espaço. Deu certo. Aos 10min, Matheus Vargas fez boa jogada pela meia esquerda e mesmo caído, executou o passe em profundidade para André Luis, rápido no domínio e a conclusão fatal para as redes.  O empate quase surgiu na base do susto aos 19min. Diego Renan  foi à linha de fundo e cruzou para o meio da área; Renan Fonseca tentou cortar e chutou por  cima de Elton.. A bola resvalou no centroavante, encobriu Ivan e quase entrou.

No geral, no entanto, o time catarinense não ameaçava. Como estava desarrumado no gramado, o Figueirense parecia presa fácil e até na bola parada. Aos 20min, a cobrança de escanteio de Danilo Barcelos encontrou Lucas Mineiro, que explodiu no travessão. Três minutos depois, André Luis recebeu em boas condições e isolou no chute.

A bola parada continuava como alternativa e aos 44min, Danilo Barcelos cobrou escanteio e Léo Santos forçou nova aparição do goleiro Denis.

A etapa final trouxe Daniel Costa como armador do Figueirense. A Macaca preferia apostar na bola parada e aos 10min colheu o prêmio. Danilo Barcelos bateu o escanteio e Léo Santos tocou de cabeça e ampliou.

Nem deu para saborear. Aos 12min, a falta cobrada por João Paulo do lado esquerdo encontrou a conclusão de Henrique Trevisan, implacável : 2 a 1.

O jogo ficou da maneira preferida pela Alvinegra campineira. O Figueirense tomava iniciativa e dava oportunidades aos contra-ataques puxados ora por André Luis e outras por Junior Santos.

Perder gols parecia a sina do anfitrião. Roberto disparou aos 26min no lado esquerdo, entrou na área e rolou para Danilo Barcelos isolar e deixar o torcedor na arquibancada desesperado. A ducha de água fria ficou próxima de ser ligada aos 30min, quando Elton encheu o pé e obrigou o goleiro Ivan a fazer defesa difícil. No restante do tempo, o resultado foi administrado para encher de esperança o torcedor pontepretano. (crônica de autoria de Elias Aredes Junior)

FICHA DO JOGO

PONTE PRETA

Ivan; Ruan, Renan Fonseca, Léo Santos e Danilo Barcelos; João Vitor, Lucas Mineiro, Tiago Real (Paulinho) e Matheus Vargas (Hyuri); André Luís (Roberto) e Júnior Santos. Técnico: Gilson Kleina

 

FIGUEIRENSE

Denis; Diego Renan (Marco Antônio), Pereira, Trevisan e João Paulo; Zé Antônio, Betinho (Daniel Costa), Matheus Sales e Felipe Amorim; Elton e Juninho (Gustavo Ferrareis). Técnico: Rogério Micale

Gols: André Luis aos 10 minutos do primeiro tempo; Léo Santos aos 10min e Henrique Trevisan aos 12 minutos do segundo tempo

Público : 3072

Renda : R$ 35860

Cartões Amarelos:  Lucas Mineiro, Henrique Trevisan, Zé Antônio, João Vitor

Juiz: Marcelo de Lima Henrique

Local: estádio Moisés Lucarelli, em Campinas

Veja Também

Guarani desmonta estrutura do departamento de futebol e anuncia demissão de Louzer

Com duas partidas para realizar na Série B do Campeonato Brasileiro, o Conselheiro de Administração ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *