domingo , 20 janeiro 2019
Home / Destaque / Fábio Barrozo assume coordenação das categorias de base da Ponte Preta

Fábio Barrozo assume coordenação das categorias de base da Ponte Preta

Determinado a deixar o clube mais estável em seu trabalho para revelação de talentos,  Fábio Barrozo, com passagem pelo Corinthians, é o novo coordenador das categorias de Base da Ponte Preta.  A meta é reviver o saldo da temporada de 2017, quando a Macaca foi campeã paulista SUB17 e vice SUB20.

Em 2018, a equipe trocou treinadores e dispensou Leandro Zago, tido como uma promessa na função e que atualmente está no Sub-17 do Atlético-MG. “Quero que em 2019 a gente já reedite isso, vamos voltar a disputar títulos e a formar atletas como Emerson, Ivan, Leandrinho, Ravanelli, Matheus Jesus e tantos outros que já saíram daqui”, disse o novo dirigente em entrevista ao site oficial do clube.

Sua trajetória administrativa tem início em 2033 como gestor de Futsal no Flamengo, de onde saiu em 2004 para ocupar função no Vasco. Em 2006, recebeu convite para ser técnico assistente de Zico no Kashima Antlers, com o qual foi campeão japonês e da copa Nabisco 2006. O bom trabalho fez com que permanecesse com Zico na Seleção Japonesa que conquistou a Copa da Ásia em 2006.

De 2007 a 2008, foi diretor de futebol do Centro de Formação Zico (CFZ) e, de 2009 a 2010, voltou a ser auxiliar de Zico no Fenerbahce , com o qual foi campeão turco e campeão da Copa da Turquia em  2009.  De volta ao Brasil, em abril de 2010 tornou-se ferente de futebol de Base do Avaí e, em novembro de 2010, gerente de futebol profissional daquela equipe.

Em agosto de 2011 foi contratado como gerente da Base do Corinthians, onde permaneceu até Abril de 2016 e com diversos títulos.

Sua passagem também foi cercada de polêmicas. O empresário norte-americano Helmut Niki Apaza lhe acusou de pagar 110 mil dólares por 20% dos direitos econômicos do jovem Alyson Motta, de 16 anos, e  por uma procuração do clube. Ambas as negociações não teria validade segundo a diretoria alvinegra, o que configuraria uma possível acusação de estelionato.

Pela acusação, o valor teria sido repartido pelo ex-gerente de futebol corintiano, Fábio Barrozo, com o conselheiro Manuel Evangelista, conhecido como Mané da Carne. Os dois sempre negaram as acusações. O imbróglio, no entanto, não impediu que Barrozo continuasse seu trabalho, pois em 2016 foi para o Tigres-RJ e de 2014 até o ano passado fez parte da direção da Associação Brasileira dos Executivos de Futebol.

(texto e reportagem: Elias Aredes Junior)

Veja Também

Mazola coloca superação como palavra chave para vencer Oeste

O técnico da Ponte Preta, Mazola Junior, resolveu não divulgar a escalação antes do jogo ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *