sábado , 17 novembro 2018
Home / Destaque / Garra, comprometimento. Resumo: atuação e vitória com cara de Ponte Preta

Garra, comprometimento. Resumo: atuação e vitória com cara de Ponte Preta

A história sempre é repetida. Em um momento, medalhões são contratados. Na temporada, garotos e coadjuvantes são acionados e um técnico de personalidade forte é incumbido da missão. Na década de 1970, foi Cilinho. Depois, Sérgio Guedes ou Guto Ferreira. Eduardo Baptista deu um passo importante com a vitória sobre o Corinthians. Ainda existe muito a ser construído. Mas o alivio é evidente. Confira as notas:

CORINTHIANS

Cássio – Sem culpa no gol e ainda protagonizou uma expulsão pontepretana. 5,75

Fagner – Ficou mais solto na etapa final. 5,25

Balbuena – Atuação serena, não deixou o time pontepretana invadir a área. 5,5

Pedro Henrique – Sofreu um pouco com o atacante da Macaca. 5,5

Guilherme Romão – Outra vitima do atacante da Alvinegra e tomou vermelho. 4,0

Gabriel – Por vezes burocrático e sem imaginação. 5,0

Romero – Apagado e não se apresentou no ataque. 5,25

Jadson – Armou boas jogadas. Depois caiu. 5,0

Rodriguinho – Foi mais efetivo no primeiro tempo. 5,75

Clayson – Veloz e atento, foi mais efetivo no primeiro tempo. 6,0

Kazim – Limitado e desencontrado. 3,25

Junior Dutra – Não teve chance. 4,0

Marquinhos Gabriel – Ficou aberto pelo lado direito e ficou no bloqueio da alvinegra. 5,0

Lucca – Alguns lampejos e só. 4,5

Técnico: Fábio Carille – Time jogou o de sempre. Esse foi o problema. Não surpreendeu e não furou o bloqueio. 5,5

PONTE PRETA

Ivan – Um jogo de gala. 7,5

Emerson – Raça e dedicação. 5,0

Renan Fonseca – Alguns erros, mas muito dedicação. 5,5

Luan Peres – Afobado e culminou com o pênalti. 4,75

Jeferson – Marcação e dedicação. 5,5

Marquinhos – Muito atento na marcação. 5,75

Léo Artur – Sua melhor apresentação com a camisa da Ponte Preta. 5,75

Tiago Real – Compôs muito bem o meio-campo e foi solidário. 6,25

Felipe Cardoso – Nervoso e foi protagonista de expulsão justa. 4,0

Silvinho – Errou muito, mas foi solidário. 5,0

Felipe Saraiva – Habilidade, velocidade e um gol redentor. 7,0

Reynaldo – Entrou para defender. 5,0

Mendoza – Ficou louco para cometer uma bobagem. 4,5

Vitinho – Entrou bem e fechou espaços. 5,0

Técnico: Eduardo Baptista – Vitória totalmente dele. Bancou os garotos e colheu uma vitória que lhe dá fôlego. 7,0

Veja Também

É impossível ignorar a dignidade de André Luiz com a camisa da Ponte Preta

Nesta avalanche de esperança vivida pela torcida da Ponte Preta nesta reta final da Série ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *