Guarani, empate com o Sport e a pergunta no ar: existe luz no fim do túnel?

0
953 views

O Guarani empatou com o Sport na Arena Pernambuco. Ainda encontra-se na zona do rebaixamento mas os 90 minutos foram suficientes para tirar algumas conclusões sobre a equipe na Série B do Brasileirão.

A primeira é que Roberto Fonseca tem um rumo definido. Podemos não achar adequado ou discutir conceitos. Mas é clara sua opção de fortalecer o sistema defensivo, aproximar o meio-campo dos zagueiros e tentar  fechar a entrada da área para impedir a penetração do adversário.

Pense que foi possível montar um sistema sólido apesar da presença de Ferreira, que apesar de muita luta ainda vacila em instantes perigosos.

Querem uma mudança no setor ofensivo? O que foi exposto é que as contratações criativas do Guarani deram errado. Muito errado. Arthur Rezende entrou desconectado, Igor Henrique alterna altos e baixos e na verdade não existe mais opções.

Se Ricardinho retornasse com seu trabalho de transição ofensiva ajudaria e muito. Uma pena que está longe da produção do ano passado.

Não podemos esquecer do fundamental: a luta é contra o rebaixamento. E não se pode exigir nada diante do Bragantino. Deve-se competir e pedir evolução. Primeiro para nutrir esperança para o derbi e depois apostar que ao final de novembro é possível assegurar a permanência. O que ocorrer na sexta-feira será lucro. Joga em casa? Concordo. Mas a diferença técnica entre os dois é gritante.

Pode ser que exista uma luz no fim do túnel.

(Elias Aredes Junior)