Guarani quer vencer Santo André e fugir do “Fio da Navalha”

0
389 views

Com cinco empates e três vitórias na Série A-2 do Campeonato Paulista, o técnico Pintado admite que o quadro vivido pelo Guarani requer atenção, especialmente porque a superação uma hora precisará entrar em campo. “Os jogadores sempre jogam no limite. Mas falta alguma coisa e peças podem voltar. Os tropeços no caminho deixam a gente triste”, admitiu o técnico, cujo contrato está renovado até o final da Série C do Campeonato Brasileiro, em novembro.

Atento ao aumento do nível de exigência da competição, o técnico admite que há necessidade de busca de reforços para completar o elenco. “Todo mundo está mexendo porque uma hora na competição precisaremos de mais peso. Essas duas vagas estão nos esperando”, disse Pintado, sem querer revelar os jogadores que podem ser arregimentados pela diretoria.

Para o confronto de sábado contra o Santo André, Eduardo continuará na lateral-direita em lugar de Oziel enquanto que Mateus Sales vai substituir Thiago Carpini, suspenso. No meio-campo, a tendência é que Fumagalli e Douglas Packer disputem uma vaga já que Watson também tomou o terceiro cartão amarelo e não joga.

Uma baixa lamentada é do atacante Gabriel Rodrigues, que tomou uma pancada na panturilha e não fará parte da delegação. Lorran e Flávio Caça Rato serão as únicas alternativas ofensivas, já que Max ainda não está pronto para retornar aos gramados.

O Guarani inicia a rodada na oitava colocação com 14 pontos ganhos. O provável time deverá ser de: Pegorari; Eduardo, Lucas Bahia, Mateus Alves e Denis Neves; Diego Silva e Wesley; Lorran, Fumagalli e João Vittor; Caça-Rato. (texto e reportagem: Elias Aredes Junior)