Luizão e a consciência de que o valor da Ponte Preta vai muito além do gramado

0
214 views

Na sua apresentação a imprensa na sexta feira passada o zagueiro Luizão mostrou um alto grau de conhecimento da história da Ponte Preta. Especialmente pelo fato de ser a primeira democracia racial do Brasil e ser uma agremiação ligado ao histórico de luta dos negros. “Foi muito fácil quando a Ponte Preta demonstrou interesse. Quando a gente encontra um clube que tem história em relação a isso é algo muito grande. Minha família está muito feliz. Por tudo isso que a gente sofre. Pode ter certeza que foi um dos fatores”, afirmou o zagueiro na entrevista coletiva concedida.

Mesmo que os dirigentes não queiram, esta é uma característica marcante da história da Alvinegra e que certamente atrai a atenção do mercado da bola. Pelo menos dos atletas politizados e conscientes, seja qual for o espectro ideológico.

Aranha, além de dar conta do recado, sempre enfatizou tal aspecto nas entrevistas; Alexandro, peça vital no acesso de 2014, assumiu com prazer o apelido de Macacão. Em um país com tantas desigualdades sociais e que desemboca na questão do preconceito racial, a Ponte Preta é uma marca valiosa. Não somente no gramado, mas para o exercício pleno da cidade. E seus torcedores tem consciência disso.

Luizão será cobrado. Evidente. Se decepcionar não será poupado. Caso exiba um futebol de qualidade, um plus será colocado: a de atleta capaz de encantar as arquibancadas e de propagar ideias. Não é pouco.

(Elias Aredes Junior)

Deixe Um Comentário