Majestoso registra melhor público de 2016, mas Ponte sofre virada contra o Santos e mantém série negativa

0
374 views

Não foi desta vez que a Ponte Preta voltou a vencer no Brasileirão. Após duas derrotas seguidas para São Paulo e Sport, a Macaca somou mais uma derrota na competição, desta vez para o Santos no Majestoso (que registrou o maior público de 2016) por 2 a 1. Os gols foram marcados por William Pottker, Ricardo Oliveira e Léo Citadini.

O próximo compromisso da equipe será no dia 17, em Porto Alegre, contra o Internacional. Com o resultado, o time de Eduardo Baptista permanece com 45 pontos. O time permanece na 10ª colocação do Campeonato Brasileiro e está a seis pontos do G6 (Atlético-PR está com um jogo a menos).

O primeiro tempo foi equilibrado e com oportunidades para os dois lados. Ricardo Oliveira assustou a torcida pontepretana logo aos seis minutos quando colocou a bola nas redes, mas a arbitragem invalidou o gol anotando o impedimento do centroavante. Mesmo com grande volume de jogo, o Santos não oferecia grande perigo ao gol de Aranha.

Aos 19 minutos, Rhayner encontrou Wendel na área. O volante foi derrubado e o árbitro assinalou pênalti para a Macaca. William Pottker foi para a cobrança e marcou o seu 12º gol na competição, igualando Robinho na vice-artilharia do campeonato.

O equilíbrio do primeiro tempo não se repetiu na segunda etapa. O Peixe com 10 minutos já havia construído duas grandes oportunidades de chegar ao empate. Vendo a Macaca acuada, o técnico do Peixe, Dorival Junior, colocou o ex-bugrino Léo Citadini no lugar de Vitor Bueno aos 21 minutos. No primeiro lance do jovem meia, Citadini invadiu a área pontepretana em jogada individual, Aranha espalmou e Ricardo Oliveira empatou o jogo.

Animado com o gol e vendo a torcida da casa chamar o técnico Eduardo Baptista de “burro” após as alterações, o Santos foi para cima. Aos 28 minutos, Copete acertou a trave. No rebote, o atacante colombiano girou para cima da defesa e exigiu um milagre do goleiro Aranha. A pressão do Peixe cresceu conforme o tempo passava e a defesa não aguentou.

Aos 45 minutos, Yuri lançou Léo Citadini na grande área e o meia marcou o gol da virada santista. Final de jogo: 2 a 1 para o Peixe.

(Texto e reportagem: Júlio Nascimento/Foto: Fábio Leoni)

FICHA DO JOGO

PONTE PRETA

Aranha; Nino Paraíba, Antônio Carlos, Douglas Grolli e Reinaldo; João Vitor (Abuda), Wendel (Thiago Galhardo) e Maycon (Elton); Rhayner, William Pottker e Clayson. Técnico: Eduardo Baptista

SANTOS

Vanderlei; Nino Paraíba, Noguera (Yuri), David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia, Jean Mota (Arthur Gomes) e Vitor Bueno (Léo Citadini); Copete e Ricardo Oliveira. Técnico: Ricardo Oliveira

Gols: William Pottker aos 20 minutos do primeiro tempo; Ricardo Oliveira aos 21 minutos do segundo tempo; Léo Citadini aos 45 minutos do segundo tempo;

Renda: R$ 103.740,00

Público: 10.208 pagantes

Cartões Amarelos: Abuda (Ponte Preta); David Braz (Santos)

Juiz: Braulio da Silva Machado

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas

Deixe Um Comentário