Moisés, marcação ferrenha dos oponentes e a busca de soluções para atuar em alto nível na Ponte Preta

0
207 views

Moisés é o principal atacante da Ponte Preta.

Sem concorrentes.

Veloz, destemido, com boa movimentação e capaz de definir o jogo em um contra-ataque. Nos últimos jogos não tem sido mais o mesmo. Está marcado, cercado pelos oponentes e demonstra uma afobação além do comum nas conclusões.

Existem duas explicações.

A primeira é sua falta de formação nas categorias de base. Não tem o mesma desenvoltura em fundamentos e taticamente parece disperso.

Segundo motivo e mais grave: os oponentes aprenderam a marcar Moisés. Por vezes, antes de dominar a bola, o zagueiro antecipa e corta a jogada. Ou coloca-se de uma forma que não permite que Moisés arranque na direção do gol.

Colocação na reserva? Criticas ao jogador?

Nada disso.

Primeiro porque a permanência na segundona nacional passa pelos seus pés e do atacante Rodrigão.E vai colocar quem? Niltinho e seus altos e baixos? Ou escalar em um time no 4-4-2 com Richard como atacante principal? Esqueça.

Gilson Kleina, como autêntico “paizão” terá que ter paciência e, junto com o jogador, encontrar uma saída.
(Elias Aredes Junior- Foto de Diogo Almeida-Pontepress)