Novo Hamburgo 1 x 2 Ponte Preta: resultado bom e desempenho ruim. Por André Gonçalves

4
305 views

Com lampejos do centroavante Roger mas com desempenho ruim em boa parte dos 90 minutos, a Ponte Preta venceu o Novo Hamburgo por 2 a 1, em jogo realizado na noite de quinta-feira, válido pela fase inicial da Copa do Brasil. O resultado levou a equipe a enfrentar o Vila Nova na provavelmente no dia 26 de fevereiro, no Majestoso. No Paulistão, o desafio seguinte será contra o Ituano, segunda-feira, fora.

Um gol logo aos dois minutos de jogo deu tranquilidade e certo comodismo ao time comandado por Gilson Kleina.
Em uma boa jogada de Saraiva, Roger deixou João Paula na boa para finalizar e abrir o marcador para Macaca.

Depois disso a Ponte Preta, como é de costume recuou e tentou jogar nos contra ataques.
Aos 15, Bruno Reis faz boa jogada pela esquerda e acha Bruno Rodrigues na entrada da área. Ele domina e chuta cruzado no alto e obriga Jacsson a espalmar.

Aos 28, Saraiva puxou outro contra ataque.
Fez boa jogada em velocidade pela esquerda e chutou cruzado na saida do goleiro mas errou o alvo.

Começou segundo tempo e o que é comum volta acontecer. Time se retrai demais.
Fica sem contra ataques pois não tem jogadores para isso e volta apresentar os mesmos erros de jogos anteriores.

Para dificultar ainda mais o esquema tático e a falta de variações da Ponte, o Novo Hamburgo empatou logo aos 7 do segundo tempo.
O time da casa fez pressão e empatou numa cabeçada. Em cruzamento da direita Alison sobe mais que Apodi e empata a partida.

O Novo Hamburgo pressiona o tempo todo e a Ponte não consegue trocar três passes.
Não tem saída de bola e é pressionada o tempo todo sem conseguir reagir.

Tanto pressionou que aos 21 minutos conseguiu uma penalidade. Alison tentou anotar o segundo do time da casa e acabou jogando na trave.
A Ponte e Ygor Vinhas deram sorte! A bola bateu no pé da trave e rebateu no goleiro da Macaca saindo lateralmente.

Aos 34 em uma jogada isolada Roger colocou a Macaca em vantagem.
Em bola espirrada dentro da área, Roger protegeu e virou de pé direito no angulo esquerdo do goleiro. Sem chances de defesa.

Depois que a Ponte ficou novamente em vantagem, o time da casa não conseguiu mais pressionar.
Se desestabilizou, teve jofador expulson e deixou de atacar.

O jogo terminou com vitória da Ponte Preta por 2×1 e avançou para próxima fase para enfrentar o Vila Nova de Goiás.

Nos parágrafos acima narrei o que foi o jogo. Agora, minha opinião sobre o técnico Gilson Kleina e o time. Apesar da vitória, vivemos de lances isolados. Não temos consistência defensiva e muito menos capacidade coletiva de dominar o jogo.
Não conseguimos evoluir nos jogos em 2020. Pelo contrário, o time de Kleina persiste nos mesmos erros de 2019. O técnico está defasado e não consegue evoluir.

Na minha opinião, é inadmissível um time ser dominado como fomos hoje! Novo Hamburgo não havia marcado um gol sequer esse ano e dominou totalmente o jogo. Só não se classificou pela falta de qualidade.
Já a Ponte, tem mais qualidade e não conhece desempenhar um futebol convincente.
Kleina continua, apesar da classificação, fazendo um péssimo trabalho. (André Gonçalves-Especial para o Só Derbi – Foto de Adilson Germann-Portal do Boleiro)

4 Comentários

  1. Diria que esse time do Novo Hamburgo é semi-amador, mesmo assim o horrível time da Ponte conseguiu ser dominado em campo, pra não variar, vimos muitas ligações diretas, sem padrão tático e com lampejos de futebol. Mas a diretoria segue confiando no trabalho do Gustavo Bueno e Gilson Kleina. Depois reclamam por que é que a torcida não vai ao Majestoso.

Deixe Um Comentário