Operário 2 x 1 Ponte Preta: E a reação? Quando virá?

5
510 views

Com um futebol de rendimento decepcionante nos 90 minutos, a Ponte Preta perdeu do Operário por 1 a 0, em jogo realizado nesta segunda-feira na casa do adversário e válido pela Série B do Campeonato Brasileiro. O resultado deixou a Alvinegra estacionado nos 31 pontos. O próximo desafio será na quarta-feira, contra o Paraná, em Curitiba.

Difícil escrever alguma coisa refente ao time da Ponte Preta nos primeiros 45 minutos de jogo.

Como equipe nada de relevante se viu. Nada que possa dizer que foi treinado durante uma semana. Nada! Nem mesmo uma troca de bola com mais de quatro passes certos.

No segundo tempo o time voltou melhor. Um gol foi feito por intermédio do volante Edson logo no início mas não fizemos o suficiente para manter o resultado.

Dois minutos depois da Ponte abrir o placar o Operário conseguiu o empate e quatro minutos depois, a virada e em ambos os casos com Felipe Augusto.

Apesar de estar somente há 3 pontos do G4 e ainda na quarta partida do returno, as esperanças pelo acesso são baixas.

A chegada de Gilson Kleina não surtiu efeito algum no time. Não há mudanças de postura em relação ao que o time vinha apresentando com Jorginho.

A defesa que antes nos dava equilíbrio e segurava alguns resultados, tem se mostrado deficiente pela falta de regularidade. No jogo de hoje comprometeu mais uma vez. Mal posicionada e dispersa.
Ivan pelo contrário, é o grande nome desse time. Muito regular, concentrado e confiante.

Depois dos gols o jogo seguiu com a Ponte pouco organizada em busca do empate mas levando pouco perigo. O Operário por sua vez e melhor postado, levou pouco perigo nos contra-ataques.

O time parece que não treina junto. Há uma covardia enraizada na escalação inicial do time que é incompreensível.
Com um dos maiores orçamentos da Série B, uma das obrigações era brigar pelo título. O acesso seria consequência disso.
Na Serie B a Macaca é o time grande. (Seria) O time a ser batido. Mas a realidade, lamentavelmente, não é essa. (crônica de autoria de André Gonçalves -Especial para o Só Derbi)

5 Comentários

  1. Time grande da série B? Só pode estar de brincadeira…… kd os títulos? Kd um estádio decente? Kd a profissionalização do clube? Chega de bairrismo cego…. os dois de Campinas estão precisando remar muito para serem chamados de grandes em alguma coisa, na verdade são realmente grandes decepções.

    • Elias Aredes é torcedor travestido de comentarista esportivo. Me diga onde a AAPP é grande?!

      Foi campeã da Série B?! Nunca
      Foi campeã da Série A!? JAMAIS

      É muito engraçado ver esses pontepretanos lunáticos.

  2. Tem muito pontepretano hoje pensando se não era melhor ter ficado com Jorginho…..

    Discordo que a chegada do Kleina não alterou nada, alterou sim, pra pior!!! E nem a desculpa de não conhece o elenco ele tem, fizeram intertemporada justamente pra isso. Com Jorginho o time tentava sair jogando da defesa pro ataque, muitas vezes sem qualidade, agora com Kleina nem isso, só vemos chutões e mais chutões da defesa pro ataque e passes laterais no meio de campo. Diria que houve sim um rebaixamento técnico entre o time do Jorginho e o time do Kleina.

    Tirando Ivan, nada prestou nesse time água de salsicha da Ponte, inclusive Kleina, assim como no jogo contra o Vila Nova escalou mal e alterou mal a equipe. Mesmo com um jogador a mais em campo, se o jogo se estendesse até domingo, a Ponte não empataria a partida.

    Manteve Éverton e Edilson na equipe, eles que já tinham ido muito mal contra Vila Nova. Ontem, pra não variar, Éverton nada fez, não marcou, não atacou e muito menos defendeu, passeou em campo, mas ficou em campo até 33 do 2o tempo e o Edilson idem, com agravante de ter levado duas bolas nas costas que propiciaram os gols do Operário, que a bem da verdade, não passa de outro time água de salsicha.

    E o que dizer de Roger?? Perdeu a única chance real de gol no 1o tempo, como Edilson nada produzia na lateral, chegou a dar uma de lateral pra tentar resolver, reclamou muito e levou amarelo. Reginaldo pra mim o pior dos piores, pareceu-me que tomou sonífero antes do jogo. No 1o tempo atrasou mal uma bola e quase o Operário abriu o placar, Ivan teve de se virar pra impedir o gol; no início do 2o tempo desviou bola e Ivan novamente salvou a Ponte, chegou atrasado em quase todas as jogadas e comprometeu o trabalho do Renan Fonseca, que teve de se desdobrar.

    Se Kleina não alterar essa situação, vai rodar antes mesmo do que imagina, a hora é de falar menos e trabalhar mais pra fazer logo os 47 pontos e fugir do rebaixamento.

    • Concordo em grande parte do que escreveu. Só achei meio que um desrespeito falar que o operário é um time água de salsicha…..pois se realmente assim o for, tem 16 times atrás dele na tabela de classificação neste momento que não poderíamos chamar de água de salsicha também……porque senao seria um campeonato água de salsicha e não é……ótimos jogos….público bom….não podemos desmerecer a série B, devido ao nosso time de “série A” estar momentâneamente na B…… minha opinião

  3. Concordo em quase tudo….só chamar o operário de água de salsicha que não. Em 2016 não participava de brasileiros, em 2017 campeão da De, em 2018 campeão da C, em 2019 no G4…..merece um pouco do seu respeito.
    Até porque tem 16:times depois dele na tabela (neste momento). Seriam todos água de salsicha?????
    A série B é muito mais disputada do que a série A que é um dos campeonatos mais disputados do mundo……realmente a ponte não fez um bom jogo ontem, mas foque no seu time, não desvalorize o trabalho dos demais……

Deixe Um Comentário