Ponte Preta 1 x 3 Figueirense: apatia e incompetência em mais uma noite para esquecer

2
477 views

Em nova partida apática e sem inspiração, a Ponte Preta perdeu do Figueirense por 3 a 1 em jogo realizado na noite desta terça e válido pela Série B do Campeonato Brasileiro. O resultado manteve a Macaca com 44 pontos. O próximo desafio será no sábado, às 16h30, contra o CRB, na casa do adversário.

Logo nos minutos iniciais, algo ficou claro. De um lado, a Ponte com pouco interesse nessas quatro últimas rodadas e do outro o  Figueirense com muita coisa em disputa, principalmente a permanência.

Essa diferença em objetivos ficou evidente na forma que os times entraram em campo.

A Macaca veio totalmente desligada dos vestiários. Já o Figueira pelo contrário. Por isso, os visitantes abriram o placar logo aos 2 minutos da primeira etapa aproveitando a sonolenta anfitriã.

Em vantagem, os visitantes se deram por satisfeitos e se fecharam. Já a Ponte, não tinha nenhuma criatividade e tentava em chutes de fora da área sem nenhum perigo à meta adversária. O jogo seguiu nessa toada até que aos 29 minutos, Cajá procurou Roger cruzando da esquerda para o miolo da área.

O atacante passou da bola que sobraria para Marquinhos se não fosse impedido com falta pelo lateral Conrado. Falta dentro da área é penalti. E o juiz anotou. Roger bateu e fez o empate para Macaca aos 30 minutos.

Logo na sequência, Araos perdeu chance incrível. Em mais uma bola cruzada por Cajá. Roger ajeitou para o centro da pequena área e no bate rebate sobrou para o chileno, sozinho, ele e o gol, tentar por duas vezes e falhar. Na primeira tentativa, jogou no travessão. Na segunda, nas mãos do goleiro.

Após anotar o gol de empate, a Ponte melhorou levemente no jogo e mostrou que com um pouquinho de capricho da intermediária para frente, pode conseguir a vitória.

A Ponte voltou mais alerta e criou uma chance com Roger que acabou chutando para fora aos 3 minutos. Mas a melhor chance foi do Figueirense que em um chute de fora da área exigiu grande defesa do excelente Ygor Vinhas.  O arqueiro defendeu um gol certo aos 5 minutos.

O jogo entrou numa mornidão novamente. Com o time precisando vencer, Pintado colocou Andrigo no lugar de Breno no time catarinense.

Não demorou muito e ele deixou os visitantes novamente em vantagem. Em mais uma bobeada do lateral Edilson, a bola sobrou para o atacante contar com a sorte e depois do desvio marcar 2×1 para o time da ilha. No primeiro gol Edilson já havia falhado no posicionamento dando condições de jogo ao atacante Rafael Marques.

A Ponte pouco fez mesmo atrás no placar. Não mostrou reação alguma e não se incomodou pela desvantagem.

Por isso, SUA TORCIDA, foi castigada ao levar o terceiro gol aos 41 minutos e dar números finais à partida.

Não podemos deixar passar o gol legítimo que o bandeira deixou de validar para a Ponte. João Carlos chutou forte a bola bateu no travessão e quicou dentro do gol. O goleiro Pegorari tirou de dentro do gol. A bola entrou, pelo menos, 2 palmos.

Próximo jogo da Ponte Preta será dia 16, próximo sábado, contra o CRB, as 16h30 fora de casa.

Observação 1: Roger chegou aos 60 gols e ultrapassou a marca do atacante Washington como maior artilheiro desse século com a camisa da Macaca.

Observação 2: Gilson Kleina disputou 16 jogos com a Ponte nessa Série B: 3 vitórias em 16 jogos.

(Artigo de autoria de André Gonçalves-Especial para o Só Dérbi)

2 Comentários

  1. Vão me desculpar, mas como um retrospecto como esse, ficar com o Gilson Kleina é uma tremenda burrada, não consegue montar um esquema que não leve gol desses perebas da série B nem com 4 volantes, não sabe o que e ofensividade e não trabalha com pratas da casa, logo o ideal é começar um trabalho com tudo novo, faz um planejamento, monta um plantel e contrata um TÉCNICO, pois 3 vitorias em 16 jogos, é uma mostra de que Kleina não server, vão querer sinal maior que esse retrospecto?

Deixe Um Comentário