quarta-feira , 14 novembro 2018
Home / Destaque / Ponte Preta: Gilson Kleina tem razão. Todo o respeito do mundo ao Boa Esporte (MG)

Ponte Preta: Gilson Kleina tem razão. Todo o respeito do mundo ao Boa Esporte (MG)

É normal e compreensível a euforia do torcedor pontepretano. Reação fulminante sob o comando do técnico Gilson Kleina e o reaparecimento de um futebol que parecia perdido. Como vai enfrentar o lanterna Boa Esporte, é lógico que surgem apostas para a construção de um placar retumbante. Goleada à vista. Não é bem assim. De modo sábio, o técnico pontepretano tratou de jogar água fria desde a entrevista coletiva.

Sua análise não poderia ser mais precisa: “Temos que respeitar todo adversário, mas não podemos perder nossa identidade. Mais um desgaste, jogo difícil. Vale ressaltar que o grito da arquibancada deu energia para nossos jogadores, isso move quem trabalha. Terça-feira vai ter que ter a mesma paciência, a mesma organização. Não deixar de ser uma equipe ofensiva, mas, quando perder a bola, se doar. Temos que encarar o Boa como se fosse qualquer equipe, com atitude vencedora”. Bingo. Golaço do treinador.

A própria história demonstra que ele está certo.

No turno inicial, sob o comando de João Brigatti, a equipe empatou com o CSA por 1 a 1 no dia 19 de junho e depois viabilizou três vitórias contra Figueirense, Fortaleza e São Bento, todas pelo placar de 2 a 0.

Quando entrou em campo, no dia 21 de julho era favorita absoluta diante do mesmo Boa Esporte. Perdeu por 2 a 1 em Varginha(MG) e na sequência foi derrotado pelo Juventude no Majestoso por 1 a 0. Depois, nova decepção, pois apesar de ter  vencido o Paysandu no estádio da Curuzu por 4 a 0 e o Criciúma por 3 a 1, no dia 21 de agosto perdeu fora de casa para o Londrina por 1 a 0 e juntamente com o empate no dérbi e contra o Vila Nova proporcionaram a mudança inicial na Comissão técnica com a chegada de Marcelo Chamusca, e que não deu resultado.

Por todo essa história, Kleina sabe que tem um elenco dedicado, esforçado, mas limitado e com instabilidade emocional. Seu desafio é evitar que isso apareça justamente contra o pior.

(análise feita por Elias Aredes Junior)

Veja Também

O Guarani parece que não tem interesse em conhecer o seu torcedor. Uma lástima!

De maneira eficiente perspicaz, Marcos Ortiz, responsável pelo site Planeta Guarani, divulgou durante toda a ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *