Ponte Preta leva empate nos acréscimos e amarga novo tropeço Moisés Lucarelli

0
686 views

A Ponte Preta colocou fim à sequência de seis jogos sem torcedor no Moisés Lucarelli com empate frustrante. A Macaca tinha vantagem até os 46 minutos da etapa complementar, graças ao gol de Júnior Santos, mas Celsinho, em cobrança perfeita de falta, igualou o marcador para o CSA.

Com a igualdade, a Alvinegra chega, momentaneamente, à 10ª colocação com 15 pontos, enquanto o Azulão foi ao terceiro lugar com 21.

PRIMEIRO TEMPO:

O time da casa, mesmo sem apoio das arquibancadas, dominou as ações ofensivas ao longo dos 45 minutos iniciais. Com duas linhas de quatro para se defender e apoio dos laterais para atacar, a Alvinegra tomou a iniciativa e manteve a posse de bola no campo de frente, principalmente pela direita, com a dobradinha de Igor Vinícius e André Luís.

O volante Paulinho foi quem chegou mais perto, em arremate que beijou o travessão da entrada da área. O clube alagoano, por sua vez, buscou ajustar o sistema defensivo e mal assustou. Ferrugem, em chute da intermediária, quase surpreendeu Ivan. E foi só!

Aos 34 minutos, após bela trama, a Macaca, enfim, conseguiu balançar as redes. Em uma das poucas jogadas com passe encaixado entre os jogadores, Paulinho limpou o marcador e achou Tiago Real dentro da área. O camisa 10 driblou o zagueiro e chutou forte de direita. O goleiro Mota fez defesa de puro reflexo, mas Júnior Santos, no rebote, não perdoou.

O camisa 9 voltaria a aparecer no ataque seguinte, quando recebeu cruzamento de Danilo Barcelos e testou com perigo à direita do gol.

SEGUNDO TEMPO:                            

Com a vantagem no marcador, João Brigatti promoveu uma mudança tática. Orinho foi deslocado para a ponta esquerda, enquanto Barcelos atuou como lateral. E deu resultado: a Ponte Preta ganhou nova alternativa de ataque e Júnior Santos, em duas oportunidades, quase aumentou a vantagem.

Aos dez minutos, no entanto, na primeira descida do CSA, Niltinho invadiu a área e foi derrubado, de forma precipitada, por Ivan. Pênalti! Na cobrança, a dupla se reencontrou, mas o goleiro campineiro se redimiu, caiu para o lado esquerdo e fez a defesa.

O centroavante pontepretano voltaria a aparecer aos 15 minutos. Em tiro de meta despretensioso batido por Ivan, o zagueiro furou e sobrou para o camisa 9. Cara a cara com Mota, chutou em cima do arqueiro alagoano e desperdiçou outra chance. Com a necessidade de sair de Campinas com pelo menos um ponto, a equipe de Maceió pressionou e exigiu duas boas intervenções do arqueiro alvinegro.

No último lance, em cobrança de falta perfeita, Celsinho igualou o marcador, sem tempo de reação à Ponte Preta.

FICHA TÉCNICA: PONTE PRETA  1 x 1  CSA

PONTE PRETA – Ivan; Igor Vinícius, Renan Fonseca, Léo e Orinho; André Castro (Lucas Mineiro), Paulinho e Tiago Real (Felipe Saraiva); André Luís (Aaron), Danilo Barcelos e Júnior Santos. Técnico: João Brigatti.

CSA – Mota; Celsinho, Leandro Souza (Elivelton), Roger e Echeverría (Hugo Cabral); Edinho, Ferrugem e Didira (Taiberson); Walter, Niltinho e Michel Douglas. Técnico: Marcelo Cabo

Gols: Júnior Santos, aos 34 minutos do 1T e Celsinho, aos 22 minutos do 2T

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)

Cartão vermelho: Paulinho e Orinho (AAPP)

Local: Estádio Moisés Lucarelli – Campinas/SP

(crônica: Lucas Rossafa/foto: Fábio Leoni – Ponte Press)