Ponte Preta vacila nos minutos finais e perde para o Flamengo

0
413 views

Apesar da luta e da boa disciplina tática, a Ponte Preta novamente vacilou nos minutos finais e perdeu do Flamengo por 2 a 1 em jogo realizado nesta quarta-feira à noite em Cariacica e válido pelo Campeonato Brasileiro. O resultado deixou a Alvinegra estacionada com 34 pontos. A reabilitação será buscada no próximo domingo, às 18h30, contra o América Mineira, no estádio Moisés Lucarelli.

Se o futebol é uma disputa de estilos, dá para dizer que o Flamengo não deu chance a Macaca nos minutos iniciais. A marcação na saída de bola, a aglutinação no setor de meio-campo e a coordenação de jogadas por parte de William Araão deixavam a zaga pontepretana perdida e o gol inaugural surgiu aos 13 minutos. Após cobrança de escanteio de Everton, Réver ajeitou para o meio da área, Damião resvalou, Aranha defendeu, mas no rebote o meia Gabriel estufou as redes.

Aos poucos a Macaca buscou saídas, ora com Thiago Galhardo e em outros com o volante Wendel, sem medo de assumir o trabalho de criação, tarefa facilitada pela movimentação de Clayson e Rhayner pelos lados do campo. Aos 22min, após troca de passes e lançamento em profundidade, Rhayner surgiu pela meia direita e concluiu com perigo. Dois minutos depois, Reinaldo cobrou falta no lado esquerdo e a conclusão torta de Thiago Galhardo sepultou as esperanças de empate naquele instante.

O trabalho de criação não falhava e aos 32 minutos uma nova chance surgiu no horizonte, quando Thiago Galhardo enfiou a bola para Rhayner, que novamente desperdiçou.

O primeiro tempo encerrou e a sensação em Cariacica era de que uma queda de produção flamenguista abria espaço para uma reação pontepretana.

O técnico Eduardo Baptista não queria pagar pela omissão e utilizou o banco de reservas. A providência inicial foi a de apostar na velocidade e força de William Pottker em lugar de Roger e também na colocação de Felipe Azevedo em lugar de João Vitor, lesionado.

O Flamengo continuava ofensivo e abriu brechas para o empate, produzido aos 21min. Após cobrança de escanteio, o goleiro Aranha interceptou a bola e lançou para William Potkker, que saiu com rapidez na meia esquerda e deixou tudo igual.

O gol encheu a Macaca de coragem e um imprevisto estragou tudo: com uma lesão no joelho, Thiago Galhardo ficou apenas de coadjuvante na reta final e viu o Flamengo retomar a dianteira do placar aos 44min. Após o cruzamento na área, Diego deu uma bicicleta e o goleiro Aranha defendeu; no rebote Fernandinho deu números finais ao confronto e exterminou com o sonho da Alvinegra de surpreender um gigante.

FICHA DO JOGO

FLAMENGO

Alex Muralha; Pará, Rever, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo (Mancuello), William Arão e Diego; Everton (Fernandinho), Leandro Damião e Gabriel(Marcelo Cirino). Técnico: Zé Ricardo

PONTE PRETA

Aranha;Nino Paraíba, Douglas Grolli, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Wendel e Thiago Galhardo; Rhayner, Roger (William Pottker) e Clayson. Técnico: Eduardo Baptista

Gols: Gabriel aos 13 minutos do primeiro tempo; William Pottker aos 21min e Fernandinho aos 44min do segundo tempo.

Renda: R$ 998.920,00

Público: 16358

Cartões Amarelos: Reinaldo, Clayson, Thiago Galhardo, Leandro Damião

Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento

Local: Estádio Cleber Andrade, em Cariacica (ES)