Red Bull Brasil 0 (3) x (1) 0 Ponte Preta: Emoção, expulsão, luta e uma derrota doída no Majestoso

1
717 views

Após o empate sem gols no tempo normal, a Ponte Preta foi ineficiente na decisão por pênaltis e perdeu por 3 a 1 para o Red Bull na decisão do Torneio do Interior realizado na noite desta segunda feira no estádio Moisés Lucarelli. Agora, as atenções estarão voltadas a largada da Série B do Campeonato Brasileiro, no dia 29, contra o Coritiba, no estádio Couto Pereira.

Desde os minutos iniciais, as estratégias de jogo estavam bem definidas. O Red Bull tocava e girava a bola de um lado para outro e buscava a velocidade de Romário e Osman em cima de Arnaldo, que ficava travado no campo defensivo. Tinha ainda a colaboração de Claudinho, eficiente na tomada da bola e no controle do campo.

Mas tinha um facilitador: o buraco a frente dos zagueiros Reginaldo e Renan Fonseca, que ficavam desprotegidos, especialmente porque Edson não tinha competência para fazer a marcação e Igor Henrique tinha altos e baixos.

A consequência era um volume de jogo do Red Bull que fazia Ivan operar defesas enquanto que a Alvinegra ficava na dependência do contra-ataque ou da marcação adiantada para forçar o erro adversário. A estratégia dava certo em algumas ocasiões devido a velocidade de Julio César e de Thalles, sempre com boa movimentação. Tudo parecia ir água abaixo aos 35min, quando Julio César xingou o árbitro e foi expulso.

O segundo tempo foi marcado pela queda de intensidade das duas equipes e a entrada de Luis Ricardo para criar uma alternativa ofensiva com Arnaldo. A Macaca atuava de modo mai fechado e só buscava o ataque quando sentia vacilos do Toro Loko. O adversário, entretanto, era mais eficiente no controle de bola e demonstrava capacidade de conclusão, o que forçava aparição do goleiro Ivan em diversas oportunidades.

Mas a bola não entrou e a decisão foi para os pênaltis. A listagem da Macaca tinha Thalles, Diego Renan, Matheus Oliveira, Luis Ricardo e Gerson Magrão. Nas arquibancadas, o nome do goleiro Ivan foi entoado. Não adiantou. Thalles, Diego Renan e Luis Ricardo erraram suas cobranças e o Red Bull Brasil venceu por 3 a 1.

(Elias Aredes Junior com foto de Álvaro Junior-Ponte Press)

FICHA DO JOGO

RED BULL BRASIL

Júlio César; Aderlan, Ligger, Léo Ortiz e Romário (Everton); Barreto (Gabriel Leite), Uillian Corrêa e Claudinho; Osman, Bruno Tubarão (Roberson) e Ytalo. Técnico: Antônio Carlos Zago.

PONTE PRETA

Ivan; Arnaldo (Matheus Oliveira), Renan Fonseca, Reginaldo e Diego Renan;Edson, Igor Henrique (Luis Ricardo) e Gerson Magrão; Giovanni (Nathan), Júlio César e Thalles. Técnico: Jorginho.

Renda:R$ 85615

Público: 4157

Cartões Amarelos: Romário, Gerson Magrão

Cartões Vermelhos: Julio

Juiz: Flávio Rodrigues de Souza

1 Comentário

  1. depois da demissao do barbaroti – os jogaores ficaram – o que esperavam? que o “brilhante” time q ele montou??? o time é ruim mesmo – vai demorar mais de 1 ano ate recompor o elenco montado pelo maior mico da historia da ponte: Barbaroti!

Deixe Um Comentário