Ricardo Moisés assegura que processo de contratações para 2020 está sob controle no Guarani

3
920 views

O presidente do Guarani, Ricardo Moisés, declarou a reportagem do Só Dérbi nesta quarta-feira que está sob controle o processo de contratações de novos jogadores para o elenco do Guarani e que tudo estará pronto para a estreia no Campeonato Paulista, no dia 22 de janeiro, contra a Internacional de Limeira, na casa do adversário. “Já fizemos o mapeamento dos jogadores que interessam e que podem ser contratados. Estamos agora no processo de negociação com os empresários e essa demora é normal”, disse o presidente.

Ele afirmou que a cautela é justificada pelo fato de que não pode comprometer o orçamento bugrino com salários que sejam fora da realidade financeira do clube. “Entendo e compreendo a angustia da torcida e a pressão da imprensa. Mas o tempo da diretoria do clube é outro e não posso comprometer as finanças do clube”, afirmou o dirigente bugrino, que acompanha o trabalho do superintendente executivo Michel Alves.

A intenção é realizar a contratação de mais 10 jogadores antes do inicio do Paulistão. Alguns atletas estão na mira de renovação, como o volante Igor Henrique. Em relação a Davó, ele assegurou que o quadro é indefinido, mas confirmou a cláusula feito entre o clube e o atleta, que impede sua chegada a Ponte Preta em um prazo de três anos.

Ricardo Moisés foi mantido após assembleia e ficará no clube até março do ano que vem, quando serão realizadas novas eleições.

(Elias Aredes Junior)

3 Comentários

  1. Mesmo que queiram, por questão financeira – o Guarani geralmente não tem dinheiro nem pra honrar os compromissos do dia seguinte -, os dirigentes não podem firmar contrato com os jogadores, resta apenas acertos verbais e no máximo pré-contratos que podem não resultar em vínculos trabalhistas. Ao que tudo indica, pra não variar, o Guarani vai montar o time com o campeonato em andamento.

  2. Por ainda haver enorme montante a ser pago na Justiça do Trabalho pelo Guarani e também evitar possíveis ilicitudes financeiras advindas desse negócio como caixa 2, rachadinhas, etc…, o Juiz Francisco José Blanco Magdalena, da 9º Vara Civil de Campinas, enviou ofício ao Corinthians no qual ordena que o dinheiro da venda do atleta Matheus Alvarenga de Oliveira – Davó, seja integralmente depositado numa conta judicial controlada por aquele Juízo, logo, o dinheiro da venda do Davó passará bem longe do caixa do Guarani. Essa providencial atuação do Juiz inibindo possíveis ilicitudes financeiras e ao mesmo tempo em que privilegia quem tem dívidas a receber do Guarani, talvez tenha gerado a “indefinição” do negócio. Lembrando que quem fez a negociação do Davó foi a Elenko Sports….

  3. Tenho um jogador que seria ótimo pra vcs atacante esquerdo 18 anos vai jogar seri D ano que vem menino muito bom características ótima bom chute muita qualidade técnica qualquer coisa (98)986026614