Saída de Jefferson Paulino e como o mercado demonstra a evolução técnica do Guarani

0
628 views

Engana o interlocutor quem diz a colocação das equipes do Campeonato Paulista antes da bola rolar. Ninguém sabe. Muitos devem encontrar-se espantados com a formação da Internacional de Limeira. Uma filial do futebol de Campinas. Goleiros como Rafael Pin e Jeferson Paulino, o volante Deivid, o armador Rondinelly e o técnico Thiago Carpini formam a espinha dorsal de um time que claramente busca firmar-se na divisão de elite. Ainda tem Felipe Moreira como auxiliar técnica.

Por outro lado, demonstra por A mais B, a escalada gradual do Alviverde no mundo da bola. Esses jogadores citados são basicamente atletas que trabalharam com Carpini entre meados de 2019 até o início da Série B. Fizeram um bom segundo turno de segundona nacional, uma boa fase classificatória de Paulistão e tropeçaram no começo da Série B. Ou seja, um time digno, mas com rendimento mediano, para manutenção.

Faça uma viagem no tempo e veja a movimentação de mercado gerada pelo Guarani na atualidade. O ex-treinador, bem ou mal, está em um gigante do futebol brasileiro, o Cruzeiro. Sua principal estrela, Lucas Crispim, começa a gerar interesse em gigantes como o Fluminense. Uma evolução.

É gradual? Deveria ser mais rápido o crescimento técnico e o interesse do mercado? Concordo. Mas o caminho correto é árduo. Não há saída.

(Elias Aredes)