Sérgio Carnielli: a resposta para muitas perguntas na Ponte Preta. Por André Gonçalves

1
762 views

Escrevo para o Só Derbi há quase dois anos. Tenho total liberdade para expressar o que penso. Nenhum assunto é proibido. Isso é um exemplo do quanto Elias Aredes abre as portas a todos para discutir o futebol de Campinas e no meu caso específico, a Ponte Preta.
Sou torcedor da Ponte não sou jornalista. A proposta é dar voz ao torcedor…

Qual motivo dessa introdução? Simples! Sempre disse aqui que o poder instalado na Macaca há quase 25 anos querem as coisas na base do quanto pior melhor.
Isso facilitaria -como tem facilitado- para a volta de Sergio Carnielli à presidência do clube.
Essa de “terra arrasada” aceleraria seu projeto pessoal: construir a Arena e transforma-lo em clube/empresa.
Esse cenário seria ideal para os “investidores” (leia-se Carnielli). Quanto mais em baixa o clube estiver, mais partes ou ações o principal credor do clube terá. Quem é o principal credor?

Se o clube está em baixa na Serie B do Brasileiro e na A2 do Paulista, por exemplo, o valor de mercado da “empresa” é desvalorizado e o custo de papéis de ações estariam abaixo do valor normal. Se a Ponte se mantém na primeira divisão por 5 ou 6 anos, não precisa do Carnielli esfregando na cara dos pontepretanos a grana que foi “emprestada” por ele.

Dito tudo isso, com essa longa explanação das minhas constantes críticas a esses que tomaram a Ponte, terei que me contradizer. Torço além do que posso para o sucesso do clube. Tento entender como essa potência do futebol é irrelevante nacionalmente!

É triste mas a Ponte Preta merece a Série A2 em 2021! Não para se desvalorizar, mas para a compreensão de todos (inclusive os torcedores de resultado) que ser empurrada com a barriga -administrativamente- da forma que tem sido e flertando com a A2 e Serie C do Brasileiro constantemente tem um preço.

Tenho a impressão que para a Ponte se reestruturar precisa cair de patamar. Só assim poderá se safar das garras desses arrogantes e traidores e enfim renascer!

Quem alçou Vanderlei Pereira à presidência? Quem alçou José Armando Abdalla Junior ao poder? Quem está por trás do Tiãozinho em todas as decisões? Quem segurou o técnico Gilson Kleina para 2020?

Perder o derbi faz parte! É ruim, mas faz parte. Da forma que foi é pior!
Mas perder 7 partidas em 10 é dolorido e precisa ter consequências. No jogo de segunda-feira o que menos importanre era o adversário. O resultado importava muito mais que a rivalidade! Vencer o derbi seria consolo para a torcida. Mas para a diretoria seria um álibi, o “casal maior” do truco.

São 3 anos seguidos brigando para não cair sendo que em 2 deles classificamos. Isso escondeu debaixo do tapete as péssimas administrações e a incompetência de todos esses citados acima. Todos apadrinhados por Sergio Carnielli.

Alguns dizem que critico muito sem dar soluções para o que vivemos. Para esses falta compreensão de texto.
Em todos os textos cobro que a Ponte precisa de um contraponto, ou seja, uma oposição atuante no Conselho Deliberativo e não pessoas que jogam com o poder e dançam conforme a música de uma só banda.
Esse é o primeiro passo.  O segundo é dar voz a torcida. O terceiro é estruturar a base com um CT para desenvolvimento das categorias de base desenvolvimento de atletas ainda jovens. Além disso, conceder melhores condições ao profissional.

Ademais, não podemos permitir que as coisas continuem dessa forma. Precisamos retomar a Macaca para as mãos de sua torcida.
De forma civilizada e nas urnas. Só assim podemos fazer o clube se desenvolver pensando no futebol e não em empreendimentos imobiliários.

(Artigo de autoria de André Gonçalves- Especial para Só Dérbi

Facebook-https://www.facebook.com/andrelgoncalves)

1 Comentário

  1. Ótima descrição na Ponte Preta nesse texto.
    Temos que informar ao torcedor que associação atlética Ponte Preta é de sua TORCIDA e não de uma pessoa que se diz dono.
    Já vimos que esta forma de administração de Sérgio Carnielli e seus amigos, ex funcionários e servidores não é viável, a não ser a ele próprio, quem pediu dinheiro a ele, este que o pague não a Ponte Preta.
    Todas as negociações são as escuras para os conselheiros que não são seus almofadinhas, para torcida então, não tem direito nem de perguntar.
    Dilapidar um patrimônio que não é dele para conseguir remuneração de algo que nem sabemos direito quanto é.
    Para deixar claro, os torcedores e conselhos temos que ser ouvido e respeitado.