Uma aventura com a Ponte Preta no mundo dos Games

0
260 views

A presença da Ponte Preta na Série A do Campeonato Brasileiro de 2015 garantiu o retorno do clube ao mundo dos games. Os 20 clubes que disputam a elite nacional assinaram contrato com a Konami e a Eletronic Arts (EA), fabricantes dos jogos PES (Pro Evolution Soccer) 2016 e FIFA 2016.

A equipe do Só Dérbi decidiu testar o potencial da Macaca nos jogos e analisou as principais características e os defeitos da equipe no mundo virtual. O jogo escolhido foi o FIFA 2016. Vale lembrar que os elencos são baseados das equipes em outubro de 2015, mas atualizações são encontradas na internet para download.

PRINCIPAIS JOGADORES

O jogador mais valorizado do elenco pontepretano é o goleiro Marcelo Lomba com 75 de overall (média dos atributos de cada jogador). O atacante Borges e o lateral Rodinei, com 74 de overall, completam o pódio. Fernando Bob e Biro Biro, também empatados( desta vez com 73) fecham a lista dos jogadores com atributos acima de 70 (considerado o nível padrão para os times brasileiros).

Com o elenco atualizado Gilson, Felipe Azevedo, Elton e, claro, Wellington Paulista assumem a responsabilidade dos jogadores mais qualificados. O goleiro Matheus e o lateral Jeferson não empolgam nos atributos, mas são os jogadores jovens com mais potencial para crescimento dentro do jogo.

FORMAÇÃO

Sem fugir das características da Ponte na vida real, a formação com o melhor rendimento foi o 4-3-3. O time escalado com Marcelo Lomba (o reserva João Carlos também é uma boa opção); Rodinei, Tiago Alves, Diego Ivo (ou Renato Chaves) e Gilson; Fernando Bob, Bady (ou Elton) e Felipe; Biro Biro, Felipe Azevedo e Borges.

Apesar do time ofensivo e intenso um problema detectado no elenco foi o rápido desgaste dos atletas. Os jogadores que atuam abertos, como os laterais e pontas, cansam rapidamente no segundo tempo. Borges foi apontado como jogador que mais se desgasta. Adrianinho, Keno e Diego Oliveira são sempre boas opções no banco para o segundo tempo.

SOLUÇÃO E AUSÊNCIAS

O ponto positivo no FIFA 16 são as bolas paradas, que podem resolver o problema da Macaca nos jogos mais difíceis. Felipe e Adrianinho são jogadores com bons atributos nos escanteios e faltas, enquanto Tiago Alves e Borges são praticamente imbatíveis pelo alto.

O ponto negativo é a ausência de importantes jogadores como Ferron, Juninho, Cristian e Alexandro. A média da Ponte Preta é de uma equipe com overall 67 e três estrelas, ficando no nível intermediário entre as equipes do futebol sul-americano no game.

Link para visualização dos gráficos: https://www.youtube.com/watch?v=k3ZdYkwQtHA

(Texto e reportagem: Júlio Nascimento)

Deixe Um Comentário