WP9 deu as cartas na goleada pontepretana contra o Água Santa

0
219 views

Depois de altos e baixos no Paulistão, a Macaca fez o que esperava: jogou futebol. Ao contrário do que viveu diante do Botafogo ou do Capivariano, o time não se enrolou com um time inferior tecnicamente. Resultado: desempenho satisfatório e goleada contabilizada. Confira as notas.

Ponte Preta

João Carlos- Espectador privilegiado. Assistiu ao jogo dentro do gramado. 6,0

Jeferson – Bons cruzamentos e bom rendimento na defesa. 7,0

Douglas Grolli – Não teve trabalho e foi firme nas poucas vezes em que foi acionado. 6,0

Fábio Ferreira – Não enfeitou. Mas poderia ficar mais atento no lance do segundo gol do Água Santa. 5,5

Reinaldo – Participação efetiva no ataque. Boa atuação. 7,0

João Vitor – Tentou melhorar o passe a partir do setor defensivo. 6,5

Elton – Bom controle de bola e passes precisos. 7,0

Felipe Azevedo – Dinamismo, gol marcado e entrega no gramado. 7,0

Ravanelli – Passes precisos e participação ativa. Mas com rendimento abaixo de jogos anteriores. 6,0

Taiberson – Lutou, brigou e perdeu chances. 5,5

Wellington Paulista – Seis chances claras de gol. Fez quatro gols. Atuação quase perfeita. 9,5

Nino Paraíba- Boa atuação como ala direito no segundo tempo. Participou de dois gols. 7,0

Felipe Menezes – Meio desligado, mas o placar já estava definido. 5,0

Gilson- Entrou meio desconectado, mas não comprometeu. 5,5

Técnico: Alexandre Gallo – Não inventou a roda. Melhorou o passe no meio-campo com a entrada de Elton e incrementou velocidade com Taiberson. Aos poucos, o time vai adquirindo uma cara. 7,0

Água Santa-

Água Santa – Um time limitado, fraco, sem força ofensiva e que só chegou aos dois gols de honra porque a Macaca diminuiu o ritmo. Destaque para o armador Tchô. E só.

(Notas de autoria de Elias Aredes Junior – Foto de autoria de Fábio Leoni-Pontepress)

Deixe Um Comentário