A pergunta que poucos têm coragem de fazer: qual o papel de David Martins dentro do futebol profissional da Ponte Preta?

0
1.589 views

Existe pânico, terror e receio de se tocar em certos assuntos dentro da Ponte Preta. Medo de retaliação. Com a contratação de Alarcon Pacheco para o cargo de executivo de futebol chegou a hora de perguntar : qual o papel de David Martins na gestão de Sebastião Arcanjo?

Aqui não vai critica a pessoa envolvida. É duvida mesmo. Qual a sua função? O que ele faz no departamento de futebol profissional? Sua palavra tem peso? Influência?

Na atualidade, as redes sociais propagam todo tipo de noticia, especulação e contra informação. Algumas são responsáveis por minar a credibilidade da instituição. O silêncio ou ausência de transparência são cupins que corroem a interligação da arquibancada com o torcedor.

Não precisamos ter pudores para relembrar boatos existentes nas redes sociais: que David Martins manda no futebol pontepretano; que ele define as contratações; que nada acontece dentro do clube sem sua aprovação. É verdade? Mentira? Delírio? Qual a resposta? É saudável o torcedor conviver com essa dúvida na cabeça? Não, não é.

Se o presidente da Ponte Preta, Sebastião Arcanjo, o Tiãozinho, confia na capacidade de David Martins e na sua competência para gerir o futebol e encaminhar sugestões, não há nada demais. Desde que isso seja falado, anunciado e bancado tanto em entrevista coletiva como também junto ao Conselho Deliberativo. Seria bom esclarecer: a Ponte Preta ainda não é uma empresa. E uma entidade associativa sem fins lucrativos. Precisa prestar contas e esclarecer diuturnamente não somente os sócios como também a comunidade que lhe acompanha.

Não é possível aceitar é esse cenário dúbio, em que temos um presidente que quase não fala e não interrompe qualquer tipo de especulação todos ficarmos com a impressão de que a Ponte Preta não quer esclarecer e informar o seu torcedor.

Desinformação é um baita gol contra. E para evitar tal dissabor, a responsabilidade é única e exclusiva da diretoria executiva.

(Elias Aredes Junior)