Comissão Eleitoral confirma impugnação de chapa e eleição do Guarani poderá acabar na Justiça

0
305 views

Em reunião realizada na noite de quarta-feira, a Comissão Eleitoral responsável pelas eleições do Conselho Deliberativo do Guarani decidiu ratificar a impugnação da chapa “Nova Jornada”, que não estaria de acordo com os regulamentos estabelecidos pelo estatuto do clube. Dos 100 nomes apresentados pela chapa, 15 foram impugnados.

Em contato com a reportagem do Só Dérbi, o presidente da Comissão Eleitoral, Anselmo França, afirmou que com a ratificação da impugnação, um pedido de reconsideração da decisão poderá ser apresentada na abertura ao presidente da Assembleia dos sócios que vai escolher os componentes do Conselho Deliberativo, e que será no dia 11 de março. Como os sócios deliberem pela derrubada da impugnação, a chapa Nova Jornada poderá concorrer. Outra alternativa seria que os integrantes da chapa apelassem a Justiça para que resguardassem os seus direitos.

Apoiadores da chapa Nova Jornada ouvidos pela reportagem afirmaram que a chapa contém comprovantes de que os pagamentos foram efetuados antes do prazo final estabelecido, que era dia 02. Apesar do pagamento antecipado, a baixa não foi dada no sistema até o dia 03, um domingo, data do encontro da Comissão Eleitoral. Diante disso, a tendência é que Palmeron e os lideres da Chapa Nova Jornada apelem a Justiça para assegurar os direitos. A eleição vai escolher 80 conselheiros. Por enquanto, as chapas regularizadas são o Renova e o “Hoje e Sempre Guarani”.

(Elias Aredes Junior)

Deixe Um Comentário