Cruzeiro 3 x 3 Guarani: o que o futebol pede de todo mundo é coragem

0
406 views

Em jogo emocionante e cheio de alternativas, o Guarani arrancou empate por 3 a 3 com o Cruzeiro, em jogo realizado nesta segunda-feira e válido pela Série B do Campeonato Brasileiro. O resultado deixou o Alviverde com 25 pontos ganhos. O próximo desafio será no dia 20 de novembro, contra o Botafogo de Ribeirão Preto, no Brinco de Ouro.

Fazer do limão uma limonada. Nunca esta expressão fez tanto sentido como para o Guarani. Sem Junior Todinho, Arthur Rezende e Rafael, Felipe Conceição tomou decisões práticas. Adiantou Pablo para segurar o zagueiro Patrick enquanto que Murilo Rangel flutuava nas proximidades da grande área. Meta? Fazer com que continuasse a transição com Lucas Crispim e assim o conceito de jogo não fosse modificado.

Deu certo. Os espaços foram preenchidos e aos poucos os lances surgiram. Aos 14min, Murilo Rangel recebeu em boas condições e disparou para o gol. Golaço.

Nem deu para comemorar. Aos 20min, após cobrança de escanteio, Manuel adiantou-se a marcação e deixou tudo igual.

O Guarani não desistiu. Buscou o segundo gol e que apareceu aos 38min, quando Bidu surgiu em boas condições e deu para Pablo meter de cabeça e fazer o segundo. Seis minutos depois, William Pottker foi rápido, saiu da marcação adversária e construiu um novo empate.

Veio o segundo tempo Giovanny entrou no lugar de Renan. Mesmo assim, a coragem não foi eliminada no Guarani. Pelo contrário. Aos 05min, Lucas Crispim recebeu e acionou Giovanny, rápido na assistência para Murilo Rangel, impiedoso na conclusão: 3 a 2. Para completar o rol de péssimas notícias, William Pottker foi expulso após entrada em Bidu.

Com o passar do tempo, o tempo começou a ser administrado, mas sem passar perigo. Aos 30min, Felipe Machado cobrou com perigo e a bola bateu na trave. Aos 35min, o levantamento foi feito e Wellington fez o terceiro e deu números finais a partida.