Guarani, planejamento e o foco principal: um passo de cada vez

0
601 views

Quem deve ficar no Guarani?

Quem deve ser contratado?

Quais jogadores são essenciais?

Tais perguntas sempre são feitas a cada final de temporada.

Torcedores criam um clima de expectativa e esperam apenas boas noticias. Talvez a preocupação deve ser primeiramente com as ideias e o conceito que irá imperar no estádio Brinco de Ouro em 2022.

Antes de pensar em jogador, primeiro passo é definir quem será o treinador da equipe em 2022. Daniel Paulista tem vontade de ficar. Mostrou isso na entrevista coletiva após o empate com o Botafogo.

Seria um belo começo. Primeiro porque existiria a segurança de que o Alviverde teria uma postura ofensiva, como foi em boa parte da Série B. E existiria a possibilidade de corrigir as arestas, como a posição de goleiro e até de algumas opções no meio-campo e ataque. Ou seja, ajustes.

E mais: não pode ser qualquer nome. Tem que se encaixar na filosofia do treinador e do próprio clube. Decidir pela contratação porque o atleta tem um passado vitorioso pode ser um tiro no pé.

É o momento que todos devem ter calma e critério. Para evitar o máximo o erro. Para não chorar no final da Série B-2022.

(Elias Aredes Junior-com foto de Thomaz Marostegan-Pontepress)