Lucas Crispim, o protagonista solitário para o embate contra o Cruzeiro. Quem diria…

0
279 views

Numeros ajudam a explicar determinados contextos. Desvendam mistérios escondidos nas armadilhas do futebol.

Querem um exemplo? Lucas Crispim. Está com 54 partidas disputadas com a camisa do Guarani e na atualidade joga em média 82 minutos por partida. Ou seja, só é substituído se o resultado for definido.

Sua média de pontuação, de acordo com site da Federação de estatística e história do futebol é de 1,29 na atual temporada. É protagonista. No ano passado, chegou a 1,65. Também ajuda a defesa com sete desarmes em média.

Lucas Crispím é o jogador de futebol que se encaixa no modelo atual. Talvez não tenha a virtuose que todos desejam, mas suas características casaram com as ideias de Felipe Conceição.

Como? Observe como arranca com a bola a partir da zona intermediária e capaz de realizar a transição nas imediações da bola com incrível rapidez.

Oferece alternativas para Junior Todinho entrar e concluir em diagonal ou para o centroavante de plantão fazer o pivô.

Acabou? Nada disso? Se o time apresenta um dinamismo satisfatório, um dos motivos é pelo fato de Lucas Crispim cair pelos lados e buscar a linha de fundo.

Agora, um novo desafio será colocado. Sem Junior Todinho, Rafael Costa e Arthur Rezende, não sobram muitas alternativas para agredir o Cruzeiro. Bruno Sávio? Murilo Rangel improvisado? Não se sabe. Mas sem uma nova atuação inspirada de Lucas Crispim a missão ficará bem mais difícil.

(Elias Aredes Junior)