Ofensivo, criativo e eficiente: uma atuação para agradar o torcedor bugrino

0
765 views

A boa produção ofensiva foi suficiente para faturar os três pontos diante do Água Santa. Mas ainda há muita coisa a ser feita, especialmente na defesa. Confira as notas:

GUARANI

Bruno Brígido – Boas defesas e segurança. 6,5

Lenon – Regular e discreto. 5,5

Lucas Kal – Nervoso em demasia. Mas não comprometeu. 5,75

Willian Rocha – Em algumas oportunidades, os seus avanços são dispensáveis. 5,5

Marcílio – Correto e sem sustos. 5,25

Baraka – Ainda um pouco perdido. Mas já melhorou. 5,25

Ricardinho – Não mostrou a velocidade esperada. 5,25

Denner – Lento e previsível. 4,5

Bruno Nazário – Sofreu pênalti e fez um gol. Decisivo. 7,0

Gabriel Leite – Entrou no final. 5,0

Rondinelly – É inteligente, pois abre espaço aos companheiros. 6,0

Fumagalli – Ficou mais a vontade ao entrar durante o jogo. 5,0

Erik – Primeiro tempo apagado. Um gol e reação na etapa final. 6,0

Bruno Mendes – Gol de pênalti e boa produção. 7,0

Técnico: Umberto Louzer – No ataque, o time é interessante. Mas ainda existe um caminho a ser percorrido. 6,0

ÁGUA SANTA

Edson – Sem suas defesas, o quadro seria pior. 6,5

Genílson – Altos e baixos. 4,75

Guilherme Andrade – Entrou no final e tentou incomodar. 5,0

Audálio – Fraco. 4,25

Neguete – Outra decepção. 4,25

Wellington Saci – Tentou ir a frente. Tentou. 5,5

Derli – Muita força de marcação. 5,0

Matteus Santos – Tentou impor pela força. Não conseguiu. 5,25

Edson Sitta – Na defesa e no ataque. 5,75

Bruno Dybal – Apagado. 4,0

Gabriel – Foi bem. 5,5

Alex Gonçalves – Futebol fraco. 4,5

Leandro Cearense – Decepcionante. 4,5

Roni – Fez boas jogadas e entrou durante o jogo. 6,0

Técnico: Jorginho – Decepcionou em suas escolhas. Escalou mal e pagou o preço. 4,0