quarta-feira , 28 junho 2017
Home / Destaque / Para evitar novas saídas, Ponte blinda elenco e aposta nos contratos

Para evitar novas saídas, Ponte blinda elenco e aposta nos contratos

Após uma campanha de destaque no último Campeonato Paulista, a Ponte Preta tem sido alvo de muitas especulações. Os principais destaques do time chamam atenção de outros clubes e a diretoria já trabalha para evitar novos assédios.

William Pottker foi negociado com o Internacional e Clayson vai jogar no Corinthians. Do trio ofensivo restou Lucca na equipe campineira, mas ele já chamou a atenção de grandes clubes como o Grêmio. Apesar do interesse, nem Ponte e nem Corinthians – detentor dos direitos do atleta, estão interessados em uma negociação neste momento.

O zagueiro Marllon, o volante Fernando Bob e o lateral Nino Paraíba também foram avaliados por equipes da Série A, mas Gustavo Bueno aposta no contrato bem amarrado dos atletas para evitar novas saídas do clube. “Não fomos procurados por ninguém e nossa ideia é manter e qualificar o elenco. Sabemos que o Brasileiro é uma competição longa e equilibrada”, destacou o executivo de futebol do clube.

Sem Clayson e Pottker, a equipe se reforçou com as chegadas de Emerson Sheik, Claudinho e Léo Artur para o setor ofensivo. O meia Xuxa, o zagueiro Rodrigo e os laterais João Lucas e Fernandinho também integram o time no Nacional.

A busca da diretoria é para um nome que seja responsável por fazer gols. Sem Pottker e com a saída de Ramon, não há uma referência ofensiva a não ser o jovem Yuri. Kieza foi cogitado, mas leva rejeição e o salário é alto. Alecsandro, ex-Palmeiras, também chegou a interessar, porém acertou com o Coritiba.

(texto e reportagem: Júlio Nascimento)

Veja Também

nautico111

As imperfeições detectadas no Guarani, o líder da Série B do Brasileirão

Se uma equipe encontra-se na ponta de uma competição, a teoria normal é acreditar que ...

3 Comentários

  1. SÉRIE B À VISTA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Nós lados do falido ” série C” a vista

  3. Marcelo Macaco MPPL

    Elias esses contratos amarrados que o GB citou todos nós sabemos que não existem,até porque os atletas nunca são da Ponte, praticamente tudo de empresários,é só oferecer um real a mais que vão tudo embora,… infelizmente vc essa diretoria já perdeu a credibilidade faz tempo,e tem gente que não se tocou que hoje a Ponte Preta nada mais é do que um balcão de negócios para empresários apenas, sem ambição de montar um time para disputar título…..é a triste realidade !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *