Planos de jogo B e C? A Ponte Preta não tem! Por André Gonçalves

0
1.352 views

A Ponte conquistou seu objetivo antes do que se imaginava. Vencer o São Paulo em casa foi o resultado que garantiu a permanência na Série A1 do Paulista para 2025. Ótimo!
Engana-se quem sonhou com coisa diferente. O que vier a partir de agora é lucro!

Todos sabemos que é difícil dar padrão de jogo com jogadores voltando de ferias em 3 de janeiro e campeonato iniciando já no dia 20. Além disso, jogadores chegando e saindo até poucos dias atrás.

O técnico João Brigatti encontrou uma maneira de jogar em Ribeirão Preto na 6a rodada. Isso é bom.
O problema é acreditar que só essa forma vai leva-lo às vitórias.

Pelo elenco disponíveis e em determinadas partidas, vejo que é uma boa alternativa. Mas em jogos como o de sábado, jogar com 3 zagueiros e 2 volantes é aproveitar pouco o fator casa de empurrar o adversário para traz.

A formatação de atrair adversários ganhando espaço para os rápidos atacantes na bola longa funciona somente com times que propõe o jogo.
Mas esse tipo de jogo só acontece no Majestoso se jogar contra São Paulo, Santos, Corinthians e Palmeiras. E ai está a dificuldade de vencer em casa. O time não tem plano B e C para jogar.

O golaço de Iago frente o Ituano é um exemplo.

A Ponte tem uma forma de jogar e só. E isso tem seus ônus:
1- Não há grandes variações táticas.
2- Compromete um jogo fora saindo atrás do placar.
3- Compromete jogos em casa em que precisa propor jogo e pressionar o adversário.
4- E talvez o mais difícil; ver adversários inferiores com mais posse de bola, mais chances de gol e muitas vezes, conquistar resultados que, no histórico, é inaceitável.

Jogar com 3 zagueiros e 2 volantes para enfrentar o Ituano, time que havia anotado 2 gols em 8 partidas, é a prova dessa tese.
Poderia tentar jogar de outra forma mas preferiu manter a formação até o final.
Resultado: recuou demais e deixou escapar o resultado para um time que pouco havia feito no campeonato.

(Artigo escrito por André Gonçalves-Especial para o Só Dérbi-Foto Leonardo Dias-Pontepress)