Ponte Preta 1 x 1 Brasil (RS): conclusões falhas, penalti desperdiçado e dois pontos que farão falta

0
400 views

Não faltou entrega e luta, mas os erros nas conclusões falaram mais alto e a Ponte Preta não saiu de um empate por 1 a 1 com o Brasil de Pelotas, em jogo realizado na tarde desta sexta-feira, no estádio Moisés Lucarelli e válido pela Série B do Campeonato Brasileiro. O desafio seguinte será no dia 20 de novembro contra o Vitória (BA), em Salvador.

Marcelo Oliveira não desistiu de um esquema mais ofensivo. Armou a equipe com um volante e com Camilo e João Paulo como armadores. Apesar da timidez em boa parte das jogadas, o posicionamento no gramado era mais ousado. Tinha a bola mas as chances não eram efetivas.

Existe um entrave no caminho. A bola áerea não cansa de surpreender de modo negativo. Aos 24min, a bola foi levantada por Felipe Albuquerque, Sousa desviou de cabeça e manda para o fundo das redes de Ygor

O gol não abalou a Macaca na parte emocional e chegou a igualdade aos 44min, quando Camilo fez boa jogada e a bola chegou para Apodi tocar para as redes.

O entusiasmo apareceu e no segundo tempo Luan Dias foi acionado no lugar de Guilherme Pato e a virada parecia questão de tempo. Aos 11min, Luan Dias chutou e a bola bateu na mão do zagueiro; na cobrança do pênalti, João Paulo chutou para fora e seis minutos depois abriu espaço para Vinicius Zanocello.

O jogo ficou indefinido. A Macaca criava chances, pressionava, forçava boas defesas de Rafael Martins e abria espaço ao contra-ataque do Brasil de Pelotas, que provocava aparições importantes do goleiro Ygor Vinhas.

Não faltou luta. Oportunidade também. Mas no final das contas o pênalti desperdiçado fez uma falta danada.

A Ponte Preta jogou com: gor Vinhas; Apodi, Wellington Carvalho, Ruan Renato e Guilherme Lazaroni (Yuri); Barreto, Camilo (Wanderley) e João Paulo (Vinícius Zanocelo); Bruno Rodrigues, Guilherme Pato (Luan Dias) e Tiago Orobó (Matheus Peixoto).