Ponte Preta dá o ritmo no dérbi 193. Agora é pensar na Copa do Brasil. Por André Gonçalves

4
616 views

Poucos técnicos conhecem a Ponte Preta e sua torcida como Jorge de Amorim Campos, o Jorginho.
Lamentável  ele não ter iniciado o Paulistão no comando da Macaca. Incrível a identidade que o técnico tem com o clube.

Espírito de pontepretano! Entende muito bem o que significa derbi em Campinas. Entrou em campo já eliminido mas foi buscar a vitória desde o início. É um jogo diferente. Que precisa de atitudes diferentes.

Segundo tempo no derbi foi exemplar. Enche a torcida de esperança para o decorrer do ano. Jogadores criticados e as vezes injustiçados mostraram que têm seu valor. Colocados na posição e função correta, todos serão úteis no decorrer da temporada.

Super contestado, Edson foi um monstro na marcação. Fez o que se espera dele: empenho, raça, marcação.
Diego Renan e Matheus Oliveira apresentaram seus cartões de visita. Jogaram seus melhores jogos pela Macaca.
Sempre critiquei o lateral esquerdo, mas ontem ele foi um dos principais jogadores da equipe.

Explorou muito bem suas virtudes e a deficiência do adversário naquele lado do campo.
Matheus Vargas cresceu demais com Jorginho. Tem sido decisivo há alguns jogos!
Thalles também teve uma grande melhora com o novo comando técnico. Contra o São Bento e ontem, deixou claro que ele é o dono da camisa 9!

Gerson Magrão se adaptou perfeitamente na nova função de segundo volante pela esquerda. Muito regular. Começou o jogo sonolento, mas acordou a tempo e se recuperou.

Sistema defensivo foi muito bem – de novo. Tomamos alguns sustos no início com as bolas altas. Mas o time se arrumou e ganhou praticamente todos os lances.
Ivan sequer foi testado na segunda etapa. Com Magrão um pouco mais recuado, melhoramos também a saida de bola. Trocou os chutões comuns na época de Mazolla Jr pelos passes mais próximos entre os volantes e laterais.

A Ponte amassou! O placar de 3×0 ficou barato tamanha diferença de intensidade e chances desperdiçadas.
A Macaca se adaptou ao gramado encharcado e dominou ao menos 70 dos 90 minutos de jogo.
O segundo tempo foi um “solo”! Não encontrou dificuldades e foi no embalo da tocida para liquidar o adversário chegando ao terceiro gol.

O derbi 193 é nosso! A partir de segunda-feira, foco é Copa do Brasil.

(artigo de autoria de André Gonçalves-Especial para o Só Dérbi)

4 Comentários

  1. Algumas conclusoes e observacoes apos mais um derbi, no campo sem comentarios. 1. pessima drenagem, não é a toa que é um chiqueiro. 2. Em 2018 derbi no Brinco 18.000 publico, no sabado 11.000, esta provado quem tem mais torcida, mais claro que isso impossivel. 3. A derrota pelo menos serviu para a saida do Loss. 4. Ridiculo o Longhini zoando o Guarani tirando foto com o sao-paulino Luis Fabiano, não jogou nenhuma partida pelas virgens, ta zoando o que ?

  2. essa vitória foi apenas um jog de sorte – nao quer dizer nada a respeito da campanha do time no paulistão, é uam vergonha essa diretoria da ponte.. vao deitar e rolar por apenas UM JOGO DE SORTE – o elenco é pessimo só contratação de empresarios… e agora o adballa quer levar essa vitoria no derbi como o maior feito da historia da ponte… quer fazer um feito bom.. manda essa barbaroti embora do time… contrata jogadores de pontencial… nao apenas contratação de empresario que so engordou o bolso e a barriga desse barbaroti… pelo amor de deus… jogam confete nessa vitoria e se esquecem de que nem ao menos foram classificados para O PAULISTAO!!!

    levaram vantagem no tapetao contra o aparecidense… judiação ganharam o jogo de vdd – mas o tapetao com gol IMPEDIDO da ponte… pelo amor de deus… tenham vergonha na cara… voces PERDERAM o jogo da copado brasil…

    FORA DIRETORIA PATETICA QUE SÓ SE ENRIQUECE atraves da ponte

Deixe Um Comentário