Ponte Preta: Gustavo Bueno admite prioridade para Brigatti e reafirma apoio ao ex-técnico Gilson Kleina

1
555 views

Durante entrevista coletiva realizada na tarde desta quarta-feira no Centro de Treinamento do Jardim Eulina, o executivo de futebol, Gustavo Bueno admitiu que fez de tudo para segurar o técnico Gilson Kleina, principalmente em virtude de seu histórico no clube. “São alguns fatores que provocam a troca. O time não deu liga. Não podemos colocar tudo nas costas do treinador (Gilson Kleina). Não podemos tirar o valor profissional. São quatro passagens na Ponte Preta e com mais sucessos do que fracassos”, disse o dirigente.

Ele afirma que tudo foi feito para segurar a pressão sobre o treinador, mas os resultados deixaram o quadro insustentável. “Tentamos esticar a corda ao máximo em virtude do profissional e de seu histórico. Em um momento o resultado pesa. As decisões precisam ser tomadas. Toda troca gera um desgaste e uma imagem ruim perante o elenco e a torcida. Pesou muito carregar o fardo do ano passado”, afirmou Gustavo Bueno, sobre o técnico que terminou a Série B do ano passado com 47 pontos.

A prioridade é a contratação de João Brigatti, atualmente no Sampaio Côrrea. Caso não dê certo, outros profissionais já estão na mira. “Existe a questão do João (Brigatti)  e de outros treinadores. Temos outras situações. O João conhece a Ponte Preta. Se as coisas caminharem ele pode voltar para Ponte Preta mais maduro”, afirmou otimista.

Sem citar o nome de Brigatti, Gustavo Bueno traçou o perfil desejado e este aproxima-se do ex-goleiro. “Queremos um treinador competitivo, que faça a equipe jogar e seja vibrante. Alguns profissionais foram contactados, mas eles estão na expectativa de assumir clubes da Série A (Guto Ferreira). Não temos nada de concreto e na hora vamos avisar”, arrematou.

Por enquanto, está descartada a efetivação de Fábio Moreno.  “O nosso projeto é buscar um novo comandante. O Fabinho vai fazer o jogo. É competente. Foi auxiliar do Abel Braga e dirigiu interinamente o Fluminense. Mas as coisas mudam no futebol, mas no planejamento inicial é fechar com alguém para dirigir na Copa do Brasil”, completou. (Elias Aredes Junior)

1 Comentário

  1. Lamentável sob todos os aspectos a entrevista coletiva do Gustavo Bueno, demissão já!

    Custei a acreditar, mas ele afirmou que o elenco da Ponte “É BOM SIM” e que todas as contratações realizadas foram bem recebidas pela imprensa e torcida. Pra embasar o que disse, afirmou que no ano passado nessa mesma rodada a Ponte estava com 1 ponto a mais e eliminada da Copa do Brasil.

    Ao mesmo tempo em que elogiava Kleina dizendo que ele tem história na Ponte, descia-lhe o porrete ao dizer o demitiram porque o time “não deu liga” em campo. Só não disse que esse “não deu liga” ocorreu por enormes erros de montagem do elenco que é de sua responsabilidade. Mas é óbvio que GB e os diretores “democratas raciais” iriam jogar toda a culpa no “defunto” Kleina pra se safarem das cobranças.

    Resta pra torcida esperar pelo pior – rebaixamento -, porque seja lá quem for o treinador vai ter que se virar com os pés de rato que aí estão pra evitar o rebaixamento, já que o diretor afirmou que não vão contratar os 2 jogadores que a Ponte tem direito pro paulistinha.

Deixe Um Comentário