domingo , 18 novembro 2018
Home / Destaque / Ponte Preta rebate e afirma que decisão judicial não afeta autorização para venda do Majestoso

Ponte Preta rebate e afirma que decisão judicial não afeta autorização para venda do Majestoso

O presidente do Conselho Deliberativo da Ponte Preta, Tagino Alves  dos Santos, afirmou no início da noite de quarta-feira que o clube ainda não recebeu qualquer intimação por parte do Acordão emitido pelo Tribunal de Justiça de São Paulo e que anulou a assembleia de sócios realizada no dia 25 de maio de 2009 e que autorizou a venda do Majestoso para a Odebrecht.

De acordo com ele, não há qualquer temor em relação a decisão. “Poderemos falar com mais embasamento quando isso ocorrer mas adianto que, ainda que caiba recurso, já não existe nenhum negócio em andamento envolvendo a Odebrecht”, disse o presidente do Conselho Deliberativo ao Só Dérbi.

Segundo ele, como a decisão é específica em relação à empresa, em nada afeta o planejamento do clube.  Reportagem publicada pelo Só Dérbi no ano passado demonstra que o clube também tinha feito um contrato de intenção de venda com a Gafisa e posteriormente descartado.

Tagino afirma ainda que o conselho definiu pela alienação do estádio, para subscrição de ações ou integralização de capital de sociedade de propósito específico na assembléia extraordinária de 4 de maio de 2009. “Isso permanece válido, ou seja, o que foi anulado foi apenas a assembléia de 25 setembro de 2009, na qual houve a aprovação de negócio para a Odebrecht”, completou o dirigente.

(texto e reportagem: Elias Aredes Junior)

Veja Também

Contas e possibilidades para a Ponte Preta na rodada do acesso na Série B

A rodada derradeira da Série B do Campeonato Brasileiro pode ser o céu ou o ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *