Qual o caminho para o Guarani escapar do pesadelo da Série A-2 em 2025?

0
1.127 views

A campanha do Guarani na Série A-1 do Campeonato Paulista está comprometida pelo seu baixo aproveitamento como mandante. Empatou sem gols contra o São Bernardo e perdeu para Mirassol e Internacional de Limeira.

Ou seja, se conseguir vencer os três jogos restantes como mandante não há o que temer. O problema é que esses confrontos são diante do Santo André, São Paulo e Red Bull Bragantino. O atual nível de produção no Brinco de Ouro não fornece subsídios para acreditar na crença de faturamento de sete ou nove pontos.

A ausência de Bruno Mendes por seis meses tira do Alviverde a principal opção ofensiva. Derek é bom jogador sim, mas ficou tão entretido com as tarefas táticas encaminhadas pela comissão técnica anterior que não tinha por vezes perna e fôlego para cumprir a função principal, que é a busca do gol.

Longe de casa, além do confronto de amanhã contra o Novorizontino, a tabela reserva embates contra Botafogo (SP) e Portuguesa. Dois concorrentes da Série B e um oponente que disputa o Paulistão como se fosse um prato de comida. 

Caso seja confirmada a contratação de Claudinei Oliveira, é bem plausivel acreditar em bom rendimento na condição de visitante, especialmente pela predileção do profissional em atuar com cuidados defensivos e no contra-ataque. Existe um outro obstáculo D.ireto e reto: ainda não encontraram um substituto para Bruno José.

A verdade é que o Guarani precisa encontrar mais oito ou nove pontos para fugir do pior. Neste instante, seria o momento dos dirigentes iniciarem uma aproximação com os torcedores e pedir uma mobilização. Parece que vão depositar todas as fichas na capacidade do próximo treinador. Tomara que dê certo. Senão, é pesadelo na certa.

(Elias Aredes Junior com foto de Raphael Silvestre-Guarani F.C)