domingo , 16 dezembro 2018
Home / Destaque / Raio-X do elenco da Ponte Preta para a temporada 2018

Raio-X do elenco da Ponte Preta para a temporada 2018


Após 11 dias de pré-temporada em Campinas, a Ponte Preta se concentra para estrear no Campeonato Paulista, diante do Corinthians, na quarta-feira, 17 de janeiro, no Pacaembu. Embora tenha sido rebaixada no Campeonato Brasileiro, a diretoria alvinegra garantiu a permanência de Eduardo Baptista no comando técnico e de Gustavo Bueno na gerência do futebol.

O Só Dérbi traz uma análise dos jogadores que compõe o atual plantel. O raio-X será feito em cada setor para saber se o elenco tem condições de, pelo menos, reeditar a última campanha no Estadual, quando terminou com o vice-campeonato.

GOLEIROS

  • Aranha: não é unanimidade entre os torcedores e não tem sido escalado como titular na pré-temporada pos o Eduardo Baptista. Com o desmanche do grupo de 2017, é a principal referência da equipe. Tem experiência e pode ser importante no processo de amadurecimento de alguns jovens que foram promovidos ao profissional.aranha
  • Ivan: cria das categorias de base, é a grande sombra de Aranha. Nos amistosos disputados diante de Atibaia e RB Brasil, foi escalado como titular. O garoto de 20 anos vai para a terceira temporada com o time de cima. Ainda não foi testado em compromissos oficiais pelo profissional.
  • Vinícius Silvestre: contratado por empréstimo junto ao Palmeiras até o final da temporada, o atleta de 23 anos quase não teve chances no Verdão. Na Ponte Preta, é a terceira opção e apenas compõe o grupo.

LATERAIS

  • Jeferson: com a saída de Nino Paraíba para o Bahia, tem a oportunidade de ouro de assumir a vaga na lateral-direita. No entanto, devido aos problemas crônicos da equipe na esquerda, deve ser improvisado no setor até alguém ser contratado. Por lá, quando testado no ano passado, não correspondeu às expectativas
  • Emerson: será titular, pelo menos no começo da temporada, na ala-direita, já que Jeferson vai ser escalado no lado oposto. Foi testado no Estadual e no Campeonato Brasileiro, mas não comprometeu. Tem a confiança do treinador para ter uma sequência, mesmo com 18 anos.

ZAGUEIROS

  • Luan Peres: foi um dos poucos jogadores que terminaram 2017 em alta. O zagueiro tem contrato de empréstimo até maio junto ao Ituano e foi especulado no Porto (POR). É titular absoluto da equipe pela esquerda.
  • Wesley Matos: desembarcou em Campinas após boa passagem por Goiás e Vila Nova nos dois últimos anos. Destaca-se pelo bom jogo aéreo e o baixo número de faltas cometidas. Em toda a temporada 2017, foram apenas cinco cartões amarelo e um vermelho. Pelo menos nas primeiras partidas do Paulista, deve ser escalado ao lado de Luan Peres.b62d4962-442e-4104-bcce-456e86870b1c
  • Renan Fonseca: chega com status de reserva, após não ter sido aproveitado no Botafogo. Retorna a Campinas, onde foi revelado, para tentar retomar o bom futebol.
  • Reinaldo: teve bom desempenho na reta final do último Estadual, quando foi improvisado na lateral-esquerda. No momento, é a quarta opção para a defesa.

VOLANTES

  • João Vitor: símbolo de experiência no meio campo, o jogador será útil a partir do momento em que estiver recuperado de lesão. Logo em fevereiro do ano passado, teve séria fratura no tornozelo e fez muita falta.joaovitor
  • Ronaldo: só não começará o Paulistão como titular porque não foi regularizado a tempo. É versátil, tem grande poder de marcação e chega para acrescentar. Depois que estiver apto, deve ser titular ao lado de Marciel.
  • Marciel: o polivalente, que também pode ser improvisado na lateral-esquerda, tem grande qualidade no passe, o que contribui para fazer boa ligação entre a defesa e o ataque. É desfalque na estreia por pertencer ao Corinthians.
  • Jorge Mendoza: o paraguaio tem a chance de dar a volta por cima. Em 2017, quando foi acionado, não correspondeu à altura.
  • Xavier: um dos destaques da Macaca na Copa SP de Futebol Júnior, o garoto já treinou entre os 11 iniciais, graças à suspensão dos titulares para a 1ª rodada do Paulista.

MEIAS:

  • Tiago Real: é, sem dúvida, a contratação que mais agrada à diretoria pontepretana. Tanto é que, ao contrário dos demais reforços, firmou vínculo de dois anos em Campinas. Será um dos responsáveis por dar qualidade na armação.
  • Léo Artur: após ter sido criticado pela torcida, engrenou na reta final do Campeonato Brasileiro e começa a temporada com a confiança de Eduardo Baptista. A armação, principal característica do jogador, é um setor carente no plantel.

ATACANTES

  • Silvinho: devido à carência ofensiva, chega para ser referência. Retorna ao Moisés Lucarelli com maior bagagem em relação a 2014.
  • Yuri: artilheiro nas categorias de base, pode ser o camisa 9 durante as primeiras partidas oficiais. Precisa de uma sequência para poder mostrar o seu valor.YURI
  • Felipe Saraiva: é uma opção pelos lados do campo, um problema que voltou a aparecer após a saída de Clayson. Tem velocidade e pode ser útil, principalmente no segundo tempo.
  • Luis Ali: lesionou-se e ficou ausente em parte do Brasileirão. O boliviano precisa recuperar o tempo perdido para buscar espaço na equipe.
  • Felippe Cardoso: foi promivdo aos profissionais após marcar cinco gols em quatro partidas pela Macaca na Copa RS de Futebol Sub 20. É uma aposta para 2018.

(texto e reportagem: Lucas Rossafa)

Veja Também

Uma pergunta que não quer calar: Abdalla administra para Ponte Preta ou Vanderlei Pereira? Entenda os motivos.

Na atual temporada, a Ponte Preta viveu um constante terremoto político. Sérgio Carnielli entrou em ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *