segunda-feira , 15 outubro 2018
Home / Artigos/Opinião / Uma vitória com pouca técnica e muita disposição física da Ponte contra o São Bento

Uma vitória com pouca técnica e muita disposição física da Ponte contra o São Bento

A Ponte Preta venceu o São Bento neste domingo, em Sorocaba, e se recuperou no Campeonato Paulista. O gol da Macaca foi marcado por Marciel, de cabeça, no segundo tempo. Apesar de ainda estar longe do rendimento técnico ideal, o time de Eduardo Baptista se comportou bem fisicamente. Confira as notas:

SÃO BENTO

Rodrigo Viana – Ótimo goleiro. 5,5

Régis – Jogou gripado e exigiu atenção de Orinho nas descidas com velocidade. 5,0

Douglas Assis – Seguro quando esteve em campo. Saiu lesionado. 5,0

Luizão – Sofreu com Felippe Cardoso e teve dificuldades pelo alto. 4,0

Marcelo Cordeiro – Experiente. Bom toque de bola, mas dificuldades no condicionamento. 4,5

Fábio Bahia – Foi a sombra de Léo Artur, que pouco apareceu. 5,0

Maicon Souza – Jogador da transição. Opção interessante. 6,0

Celsinho – Bem marcado por Marciel. No segundo tempo apareceu para o jogo e tentou dar uma dinâmica diferente. 6,0

Léo Itaperuna – Pouco acionado. Deixou o jogo no intervalo com poucas participações. 4,0

Lúcio Flávio – Poucas oportunidades. Foi antecipado por Marciel no gol da Ponte. 4,0

Lucas Crispim – O ex-santista ofereceu certo perigo na primeira etapa, mas sumiu no segundo tempo. 5,5

João Gabriel – Zagueiro limitado. 4,0

Lucas Farias – Puxou alguns contra-ataques, mas errou muitos passes. 5,0

Everaldo – Incomodou em alguns momentos. Boa opção no segundo tempo. 5,0

Técnico Paulo Roberto dos Santos – Time organizado, mas hoje sofreu fisicamente. Ataque estava em baixa e colaborou para a vitória da Macaca. 5,5

PONTE PRETA

Ivan – Começou com algumas saídas equivocadas, mas se redimiu com boas defesas. 6,0

Emerson – Tem velocidade, mas ainda erra nas escolhas. 5,0

Renan Fonseca – Melhorou principalmente no jogo aéreo. 5,0

Luan Peres – Abaixo do companheiro. Sem tempo de bola. 4,0

Orinho – Jogador de força física e chegada ao ataque. Ainda perdido defensivamente. 5,5

Marciel – Ótima partida. Marcou bem e apareceu como elemento surpresa para fazer o gol da vitória. 6,5

Tiago Real – Responsável pela ligação ataque e defesa. Vai conquistando seu espaço. 5,75

Léo Artur – Apagado novamente. 4,0

Felipe Saraiva – Boas jogadas de velocidade, mas individualizou demasiadamente. 4,5

Felipe Cardoso – Tem se demonstrado diferente. Jogador do futuro, mas já demonstra personalidade. 6,0

Silvinho – Chamou o jogo no primeiro tempo, mas criou pouco e cansou na etapa final. 5,5

Jeferson – Entrou para fazer a dobradinha com Orinho e segurar as descidas do São Bento. Funcionou. 5,5

Gabriel Vasconcelos – Não deu tempo de mostrar seu futebol. 5,0

João Vitor – Jogou 8 minutos, cometeu algumas faltas e tomou cartão. Mas voltou após 11 meses. Ótimo reforço para Eduardo Baptista. 5,0

Técnico Eduardo Baptista – Opção interessante ao tirar Felipe Saraiva e colocar Jeferson para dobrar com Orinho. Funcionou. Depois, mexeu por obrigação física. Time ainda com ajustes necessários, mas que venceu um adversário organizado. 5,5

(análise de Júlio Nascimento/foto: Everton Valverde)

Veja Também

A areia movediça da mediocridade vai matar o futebol campineiro

“Saía do futebol e faça outra coisa no jornalismo. O povo gosta é de comentário ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *