O principal adversário do Guarani no dérbi 199: o próprio Guarani!

0
246 views

O torcedor do Guarani está na expectativa. Considera que o jogo de quarta-feira é uma chance de ouro de quebrar o tabu de quase 12 anos sem vencer no estádio Moisés Lucarelli.

Além da Ponte Preta, existe um adversário que não pode ser ignorado: o próprio Guarani.

Vamos montar o cenário. Após reinicio titubeante, o técnico Allan Aal construiu um padrão de jogo. Equipe compactada, com marcação na zona intermediária, capaz de sair rápida pelos lados do campo e com armador decisivo: Andrigo. Não é um clássico carregador de bola, mas tem eficiência suficiente para definir a jogada em dois toques.

Outro sintoma de uma equipe azeitada são as jogadas de bola parada.

Não existe uma jogada de escanteio ou de falta lateral que não esteja bem treinada. Nem os desfalques devem ser motivo para lamento. Eliel e Indio atuaram contra o Santo André e no final tudo deu certo e a vitória aconteceu. Tudo definido? É aí que mora o perigo.

Futebol é feito de três componentes: o aspecto tático, técnico e emocional. O Guarani está bem treinado e alguns atletas em boa fase. Se considerar que está tudo ganho, que não há necessidade de competir, de impor o seu estilo, é o passo inicial para colher um revés.

Realmente dérbi não tem favorito. Mas a conjuntura vivida pelo Guarani proporciona maior tranquilidade para preparação. Tem que saber aproveitar. Para não chorar depois.

(Elias Aredes Junior- foto de Thomaz Marostegan-Guaranipress)