Análise: A possível chegada de Junior Todinho revela o atual estágio esportivo e administrativo do Guarani

0
877 views

A provável chegada de Junior Todinho ao Guarani gerou controvérsia na torcida. Muitos consideram que não era o momento para repatriar o jogador de 27 anos. Apesar dos 11 gols anotados na temporada passada.

Motivo: os seus atos de indisciplina durante a pandemia. E que teriam sido registrados com a camisa do Juventude. Não existe motivo plausível para adquirir nova dor de cabeça. Sinto dizer ao torcedor bugrino, mas os fatos conduzem ao Alviverde renovar a crença em um final feliz no jogador.

O primeiro argumento encontra-se dentro do Brinco de Ouro.

Aos fatos: Renanzinho, Matheus Souza, Lukão do Break não correspondem a expectativa. Não balançam as redes. Allan Victor demonstra um lampejo aqui e ali, mas longe do ideal. Não é só balançar as redes. Tem que pelo menos saber exercer o papel de coadjuvante, algo que Davó executou de modo razoável ou satisfatório em boa parte dos jogos.

Convenhamos: é absurdo depender apenas de Régis e Bruno Sávio até o final da Série B para fazer gols. Algo que constrange os próprios atletas.

Trazer Junior Todinho evidencia outro cenário delicado: grana curta. O Guarani não faz loucura. Tem diversos compromissos para serem quitados. O time de futebol, para o padrão da Série B, tem que ser modesto. Até pela situação exposta por Fábio Araújo, do Conselho Fiscal, que revelou em live no Só Derbi que todo ano precisa separar um dinheiro para honrar a folha salarial do presente e uma quantia para quitar rescisões do ano anterior.

Se perguntassem para Michel Alves ou Daniel Paulista, é logico que existiria a predileção de trazer um atacante na faixa salarial dos R$ 100 mil mensais.

Só existe um problema: não dá para fazer. E hoje reconheço que contratar um atleta na faixa salarial dentro do alcance bugrino – em torno de R$ 40 mil mensais- é flertar com o desconhecido nesta altura da temporada. Aposta no escuro. Junior Todinho, queiramos ou não, dentro de campo é um jogador aprovado. Fez gols e teve boas atuações.

Como mudar o rumo? O que fazer para o Guarani realizar contratações de impacto no futuro?

A resposta está em apenas uma expressão: dinheiro novo. Traduzindo: investidores que topem melhorar o padrão salarial da equipe. Sem este requisito o Guarani e a sua torcida terá que se contentar por enquanto com o cenário: para triunfar terá que fazer mais com menos. Fora disso, é flertar com a irresponsabilidade financeira e administrativa.

(Elias Aredes Junior-foto de David Oliveira-Guarani F.C-03 de janeiro de 2020)