Análise: As consequências da lesão de Arnaldo para o time titular da Ponte Preta

0
410 views

O técnico Jorginho ganhou um desfalque indesejável para o embate desta terça-feira, às 21h30, contra o Atlético-GO. De acordo com informações da Assessoria de Imprensa do clube,  lateral Arnaldo sofreu uma fratura no braço durante atividade na segunda-feira e irá desfalcar o time em um período de seis a oito semanas.

Ou seja, o atleta não irá jogar o dérbi do primeiro turno, programado para o dia 10 de agosto de 2019, a partir das 11 horas. “A cirurgia será feita para acelerar a recuperação dele. Acredito que em três semanas o Arnaldo já volta a correr e fazer atividades de campo e devemos liberá-lo novamente para jogos num período entre seis e oito semanas”, diz o médico Roberto Nishmura, comandante do DM alvinegro.

Não é um simples desfalque. Em virtude das mudanças ocorridas nas ultimas semanas, o técnico Jorginho fica em quadro delicado. Matheus Alexandre deve ser o substituto natural, mas não agradou nos primeiros jogos. Sentiu a responsabilidade. Se Abner estivesse integrado ao elenco pontepretano, o jovem pontepretano poderia ser poupado e Diego Renan ser colocado. Com a saída da revelação ao Athletico Paranaense, saidas devem ser pensadas.

Outras opções podem aparecer. A primeira seria de Diego Renan no lado direito e Trevisan no lado esquerdo ou ainda a improvisação de Tiago Real como lateral-direito.

Não é apenas uma questão nominal. Os zagueiros e o volante Edson deverão ficar mais atentos para acudir o novo titular na posição em caso de sofrer triangulações ou outras tramas do oponente.

Se nenhum terremoto for registrado em qualquer um desses cenários será uma prova cabal de que existe um elenco pronto para brigar pelo acesso no Majestoso.

(Elias Aredes Junior)

Deixe Um Comentário