Guarani mostra irregularidade e perde a primeira na Série A-2

0
438 views

Em nova atuação marcada pela irregularidade nos 90 minutos, o Guarani perdeu do Santo André por 2 a 1 , em jogo realizado neste sábado no Estádio Bruno José Daniel e válido pela Série A-2 do Campeonato Paulista. O resultado deixou o Alviverde campineiro com 14 pontos e fora da zona de classificação. O próximo desafio será na terça contra o Paulista, no Estádio Brinco de Ouro.

Apesar dos altos e baixos na região do ABC, o segundo tempo diante do Rio Branco não passou impune pela comissão técnica. O técnico Pintado surpreendeu na escalação e fez modificações. Reforçou a marcação no meio-campo com Diego Silva, João Paulo e Diego Tabata e promoveu o retorno de Fumagalli enquanto que João Vitor foi mantido para ajudar na armação das jogadas para Flávio Caça Rato.

Como o oponente é um adversário direto pela classificação e tinha em Branquinho sua principal figura ofensiva, as precauções até anularam inicialmente o que foi tramado pelo técnico Luciano Dias, mas viabilizou um jogo de baixo nível técnico e de passes errados.

Em um dos lampejos bugrinos, aos 26 minutos, Caça-Rato venceu o zagueiro na velocidade e cruzou, mas Fumagalli não chegou para a conclusão. Na continuação da jogada, a bola foi erguida novamente e o goleiro Paulo Victor tirou da direção do gol.

O Guarani parecia perder uma chance de inaugurar o placar, já que uma das únicas oportunidades do Ramalhão aconteceu aos 35 minutos e o meia Gilmar chutou sem levar perigo ao goleiro Pegorari.

A pressão bugrina era contínua, motivada pela constante movimentação de Fumagalli, João Vittor e Flávio Caça Rato que confundiam a zaga adversária mas não transformavam tal estratégia em oportunidades e gols.

Veio o segundo tempo e o Santo André queria mudar sua postura. A providência inicial foi a retirada de Dudu e a entrada de Luciano Sorriso no meio campo. Assim que a bola rolou, a marcação foi adiantada e o gol surgiu aos 02 minutos, em jogada que envolveu Gilmar e Diego Orlando e arrematada por Branquinho.

Após o baque inicial, o Alviverde buscou a reação e quase empatou aos 11min, em cabeçada de Mateus Alves e que Caça Rato não aproveitou.

Era um prenúncio do gol que surgiu aos 22 minutos. O lateral Eduardo fez a inversão para João Vittor e o meia atacante colocou dentro da área; o zaga vacilou e Fumagalli não perdoou: 1 a 1.

Determinado a voltar com bom nível de atuações, o camisa 10 bugrino centralizava as ações ofensivas e quase virou o marcador aos 34 minutos. Lorran e Fumagalli tramaram jogada pelo lado, a bola passou por Flávio Caça Rato e o camisa 10 bugrino não pegou em cheio e facilitou a defesa de Paulo Victor.

O revés foi imediato e amargo. Aos 38 minutos, Diego Vianna pegou de voleio, estufou as redes e impôs a primeira derrota bugrina no campeonato.

(crônica de Elias Aredes Junior- Foto Rodrigo Villalba-Memory Press)

FICHA DO JOGO

SANTO ANDRÉ

Paulo Vitor; Jean (Adriano Apodi), Samuel Teram, Diogo Borges e Pedro Henrique; Dudu (Luciano Sorriso), Diogo Orlando, Gilmar (Guilherme Garré) e Branquinho; Robson e Diego Viana. Técnico: Luciano Dias

GUARANI

Pegorari; Eduardo, Lucas Bahia, Mateus Alves e Denis Neves (Mário Sérgio); Diego Silva, João Paulo, Diego Tabata (Lorran), Fumagalli (Wesley) e João Vitor; Flávio Caça-Rato. Técnico: Pintado

Gols: Branquinho aos 02min, Fumagalli aos 22 minutos e Diego Vianna aos 38 minutos do segundo tempo.

Renda: 17850

Público: 1957

Cartões Amarelos: Pedro Henrique, Eduardo

Árbitro: Rodrigo Gomes Paes Domingues

Local: Estádio Bruno José Daniel, em Santo André