O sucesso de Fábio Moreno na Ponte Preta é uma ótima noticia para o presente e um péssimo negócio para o futuro. Leia e entenda

0
422 views

Fábio Moreno é uma aposta da diretoria da Ponte Preta. Já ganhou a simpatia do torcedor e suas entrevistas coletivas geram cada vez mais empatia com as arquibancadas. Conhece a agremiação e não foge da raia. Duro é constatar que o sucesso tem prazo de validade na Macaca. Um resultado fora do normal, comemoração excessiva e a galera arruma as malas.

O finado técnico Vadão chegou a liderar o Brasileirão no começo do século. A campanha foi tão boa que abriu as portas para uma proposta robusta do futebol japonês. Anos depois, após garantir o acesso á divisão de elite do futebol nacional, eis que Gilson Kleina sucumbiu diante de uma proposta gorda do Palmeiras. O Vadão voltou novamente em 2014, ajeitou o time, mostrou serviço e chamou atenção da Seleção Feminina.

O que fazer para que Fábio Moreno não entre nesta rodada? Detalhe: não depende dele. Uma melhoria substancial da infra-estrutura, incremento das formas de arrecadação e profissionalização total da instituição já seriam motivos mais do que suficientes para Moreno permanecer e apostar em um trabalho de médio e longo prazo.

Na atual conjuntura, se Fábio Moreno for exitoso, com toda a sinceridade, só o amor e o carinho que ele sente pelo clube podem segurá-lo. Tomara que os dirigentes tenham consciência do quadro. (Elias Aredes Junior)