Ponte Preta: quatro jogos, quatro vitórias. O show precisa continuar. Por Israel Moreira

0
1.318 views

A vitória por 3×0 contra o Monte Azul na última quarta-feira em Campinas, deu a Ponte Preta a condição de líder isolada da série A2 com 12 pontos para a Macaca e corou a apresentação de um jogador em particular: Elvis. Como joga o camisa 10 pontepretano, hein?

Dois gols, um golaço de falta, um quase golaço olímpico, invertidas de bola com os “três dedos”, a famosa “trivela”, de um lado para o outro do campo.

Elvis vem ressuscitando a magia do camisa 10 que estava perdida no futebol brasileiro de uns tempos para cá.

A categoria que Elvis desfila no gramado do Majestoso, vem deixando os torcedores pontepretanos sempre com gostinho de “quero mais”. E na partida de amanhã, contra o Burro da Central, o tradicional Taubaté, teremos mais uma vez a possibilidade de ver ao vivo, jogadas à la anos 70 e 80.

O técnico Hélio dos Anjos sabe e já reconheceu em público, que  estilo de jogo de Elvis, a intensidade que seu time impõe ao adversário, possibilita riscos à sua defesa, dando oportunidades de sofrer gols.

Mas é importante destacar, que esse estilo de jogo, favorece ao seu camisa 10. Com o time postado mais a frente, a linha de defesa adversária se preocupa com as conclusões dos atacantes.

Percebe-se que  Elvis sempre se posiciona atrás dessa linha, onde o criador de jogadas tem de estar. Inteligente como é, Elvis dita o ritmo da equipe e vem ajudando e muito, a Macaca a conseguir as vitórias. Oxalá, que amanhã seja mais um dia de vitória, com o “matador Jeh”, o maestro Elvis, o comandante Hélio e com as arquibancadas incentivando e apoiando.

Que a Alvinegra não esqueça do principal: “Sua gente está pedindo bis, os ingressos vão se esgotar e para o bem do futebol, o show tem que continuar”.

(Artigo escrito por Israel Moreira, radialista e pesquisador- Foto de Karen Fontes-Pontepress)