quarta-feira , 14 novembro 2018
Home / Destaque / Promover caças às bruxas no Guarani só vai piorar aquilo que já não está legal

Promover caças às bruxas no Guarani só vai piorar aquilo que já não está legal

Perder do Avaí e ver a diferença para o quarto colocado subir para cinco pontos é um balde de água fria. Arrebenta com qualquer tipo de ambição no Guarani. Em conjuntura normal, o Guarani começaria a entrar no modo fim de feira, especialmente porque perdeu jogos decisivos em casa para Fortaleza, Avaí e Goias e demonstrou que por enquanto não tem força suficiente para sonhar com algo maior.

Só que é temeridade fazer terra arrasada. Promover caça as bruxas. É preciso sangue frio para analisar os motivos que levaram ao revés. Além de uma atitude mais assertiva no gramado, o Guarani escancarou um problema: o sistema de criação está caduco. Quando Rafael Longuine estava em forma e sem desgaste físico, não havia do que se queixar. Marcação pegajosa e conclusão certeira na área adversária andavam juntas.

O cansaço do meia e a má fase técnica de Rondinelly e os altos e baixos de Jeferson Nem, Matheus Oliveira e as dificuldades de adaptação de Matheus Anjos, recém-chegado, deixou a comissão técnica sem eira e nem beira.

Outro ingrediente foi acrescentado: erros individuais defensivos. Não foi apenas Kevin. Não pode ser considerado vilão. Tanto Pará, como os dois zagueiros tiveram muitas dificuldades para marcar Rodrigão, Renato e outros menos cotados. Foi desesperador. Se pensarmos bem, dentro do gramado, até que ficou barato.

Não é hora de pânico. Tem que respirar fundo, ponderar e já buscar a reabilitação contra o Boa Esporte, sábado. Umberto Louzer poderia aproveitar os treinamentos da semana para testar saída. Exemplo: por que não verificar como o time comporta-se com três volantes típicos. Será que a melhora a proteção defensiva? Os armadores ganham liberdade? Vou além: será que não seria melhor deixar Pará e Kevin mais defensivos e com isso ganhar solidez? São questionamentos e pensamentos que vale a pena refletir.

O que não pode é ver o avião cair de ponta a cabeça e o piloto não assumir o manche.

(analise feita por Elias Aredes Junior)

Veja Também

O Guarani parece que não tem interesse em conhecer o seu torcedor. Uma lástima!

De maneira eficiente perspicaz, Marcos Ortiz, responsável pelo site Planeta Guarani, divulgou durante toda a ...

1 Comentário

  1. matéria totalmente desnecessária e sem valor. não contribui em nada para a reversão da situação.
    tipicamente material tipo “água de salscinha”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *