domingo , 17 dezembro 2017
Home / Destaque / Salários atrasados travam negociações do Guarani para 2018; diretoria corre contra o tempo

Salários atrasados travam negociações do Guarani para 2018; diretoria corre contra o tempo

Um antigo problema voltou a incomodar os bastidores do Estádio Brinco de Ouro. Atrasos no pagamento dos salários no Guarani vão atrapalhar os planos da diretoria. A intenção era renovar os contratos dos jogadores com melhor desempenho na Série B. No entanto, além de enfrentar a concorrência com outros clubes, o Bugre terá que convencer os atletas que o clube pagará em dia em 2018.

A informação foi divulgada pelo jornalista Carlos Rodrigues, do Correio Popular, nesta terça-feira. A reportagem do Só Dérbi entrou em contato com o presidente Palmeron Mendes Filho para tratar do assunto. “Os salários serão pagos até o final desta semana. Tivemos um pequeno problema na liberação da Guia pela Justiça do Trabalho, mas já foi solucionado. Os funcionários já receberam”, explicou.

Segundo informações de bastidores, os jogadores se mostraram insatisfeitos com a situação no clube e renovações que estavam encaminhadas ficaram mais distantes. Os atletas receberam dos diretores uma promessa de pagamento da dívida até quinta-feira.

O atraso foi decorrente de uma intervenção da Justiça do Trabalho no dinheiro repassado pelo Magnum nos últimos dois meses. A interferência foi realizada para pagar dívidas trabalhistas, como previsto judicialmente no contrato com a empresa. Além de dois meses de atraso no pagamento dos salários, os jogadores não receberam a premiação acordada pela manutenção do Alviverde na Série B do Campeonato Brasileiro.

(texto e reportagem: Júlio Nascimento)

Veja Também

YAGO

Corinthians solicita volta de zagueiro e frustra planos da Ponte Preta; Macaca avaliará novo defensor no mercado

O técnico Eduardo Baptista segue em busca de alternativas para reforçar o sistema defensivo da ...

5 Comentários

  1. Problemático. Esperamos que tenha sido uma questão pontual. O atraso é dos salários referentes a outubro, Júlio?

  2. Fico impressionado com a felicidade da imprensa esportiva de Campinas com a enfase que é dado quando ocorre atraso de salários no Guarani . Parece que este fato é a explicação para as m[ás campanhas que time faz . A imprensa especializada não tem trabalho ou não consegue identificar outro fator . Fica uma resposta simples.

    Não vejo o mesmo empenho em divulgar o mesmo em relação a Ponte . Ate recentemente havia atraso de direito de imagens na Ponte e não li, não ouvi nenhuma palavra a respeito , tratando como normalidade o fato .

    Este fato não poderia ter um tratamento um pouco mais equilibrado ?

  3. Verdade Sidney. Parece quem tem gente plantada lá dentro só para desestabilizar o clube e tudo o que a atual diretoria tem feito para equilibrar as contas e situação geral do Guarani.

    • O atraso ocorreu porque foram bloqueados os 350 mil mensais para cobrir umas dívidas trabalhistas não pagas, ou seja, o Graziano não está honrando os compromissos. E ainda querem terceirizar o futebol para este cara. Dá um medo danado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *