Análise: Guarani e a reconstrução do temor e do respeito no gramado do futebol brasileiro

0
695 views

Não sabemos como será desempenho do Guarani na temporada. O desempenho nos primeiros jogos será marcado por uma mistura de incógnita e expectativa. A base da equipe está formada. Atletas que a torcida confia: Bidu, Rodrigo Andrade, Bruno Silva, Júlio César, Diogo Matheus. Cinco jogadores de 11. Não é pouca coisa.

Para completar o receituário, um técnico que vem de bom desempenho no ano passado. O acesso, pode-se dizer, ficou por um detalhe.

Agora, algo não pode ser ignorado. E é muito positivo: o Guarani reconstruiu o seu respeito dentro do gramado.

Certamente, a visão que o São Paulo tem do Guarani na atualidade é bem diferente – e para melhor- do Guarani que disputou o Paulistão do ano passado e perdeu no Morumbi por 3 a 2.

No Paulistão-2021, o Alviverde era uma equipe que vinha de altos e baixos na Série B e parecia acostumado com a troca de técnico. Hoje, é um time que segurou um treinador do começo ao final da competição, encantou em alguns momentos e pretende continuar com a mesma filosofia de trabalho.

É garantia de vitória? Não. Mas é um alento de que os frutos estão sendo colhidos e muitos estão vendo. Acredito: não é pouco.

(Elias Aredes Junior-Foto de Thomaz Marostegan-Guarani F.C)